Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017 | 04:18
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 10 de Agosto de 2017, 13h:00
Tamanho do texto A - A+

Orla Morena está às escuras e representa insegurança

Local é frequentado por usuários de drogas e moradores estão preocupados

Laura Holsback
Capital News

Reprodução/WhatsApp

Orla Morena está às escuras e moradores se preocupam com insegurança

Escuridão representa medo para frequentadores, moradores e comerciantes da região

Espaço de uso público, bem conservado, atrativo para reuniões entre amigos é isso que moradores da região da Orla Morena esperavam que o local representasse. No entanto, a realidade é outra. Imagem recebida de leitor pelo jornal Capital News denuncia escuridão no trecho da pista de Skate e a falta de iluminação preocupa quem mora, frequenta ou tem comércio nas imediações.


“O local é frequentado por jovens que consomem drogas e essa escuridão colabora para isso. Quem sofre as consequências são os moradores e quem passa pelo local, que correm o risco de ser assaltado, por exemplo”, reclamou comerciante, de 49 anos, que preferiu não se identificar. Moradora  declarou já ter sido tido a casa invadida por criminosos no começo deste ano. “Temos que sair para trabalhar sem a certeza de que vamos voltar e encontrar tudo no lugar”, protestou Francisca Cunha, 37 anos.


Sobre o sentimento de insegurança narrado pela população, o Coronel Oéliton Figueiredo, Comandante da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar, responsável pelo policiamento preventivo na região central, defende que há policiamento, mas somente atuação da segurança pública não resolve o problema.

 

“Praças abandonadas, espaços públicos mal iluminados, especulação imobiliária influenciam diretamente no aumento da criminalidade. É comum vermos alguns apontamentos e pedidos clamando por mais policiamento e mais policia nas ruas, mas enquanto não atuarmos nas causas primárias que favorecem a prática criminosa e ao bandido, a polícia continuará seu trabalho diuturno e incansável de enxugar água em estado sólido”, ponderou.


Em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Campo Grande para saber se há previsão de colocar iluminação no trecho reclamado, a reportagem foi orientada a enviar e-mail com o questionamento e aguardava retorno até a publicação da denúncia.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix