Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 16 de Agosto de 2018 | 09:30
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 08 de Junho de 2018, 10h:49
Tamanho do texto A - A+

Para “caguetar” o amigo, homem é sequestrado e agredido em cativeiro

Suposto envolvimento com mulher casa seria o motivo de plano de acerto de contas

Laura Holsback
Capital News

Inquérito policial foi aberto para investigação de um sequestro ocorrido na noite desta quinta-feira (7), em Campo Grande. Homem, de 47 anos, foi levado para um cativeiro à margem da BR-163 e agredido para que revelasse o paradeiro de um amigo. O objetivo dos sequestradores seria acertar contas por causa de um suposto envolvimento do amigo da vítima com um dos criminosos. 

 

Deurico/Capital News

Motociclista é sequestrado e passa quatro horas nas mãos de assaltantes

Caso foi registrado na Depac Centro

Conforme Boletim de Ocorrência, a vítima cumpre pena na Casa do Albergado, na Vila Sobrinho. Por volta das 19h, ela chegava no local quando foi abordada por dois desconhecidos que estavam em um Uno. A dupla disse o nome de um homem e questionou se a vítima o conhecia. Diante da resposta positiva, foi convida a entrar no carro. 

 

Na verdade, tratava-se de um sequestro. A vítima foi levada para uma casa antiga feita de cativeiro à margem da BR-163, onde foi agredida com socos no estômago. Os sequestradores queriam saber onde o amigo da vítima morava, mas ela se recusou a informar. 

 

Depois de cometer agressões, os criminosos foram embora e deixaram um recado. Era para o alvo deles sair da cidade até segunda-feira, "senão viraria fumaça". 

 

A vítima contou à polícia que acredita que o amigo estivesse se relacionando com a esposa de um dos autores, pois em determinado momento ouviu: “eu vou ensinar a ele a não mexer com mulher de bandido”. A vítima disse ter passado a noite em um matagal na região e pediu ajuda ao amanhecer. 

 

O caso foi registrado na delegacia plantonista do Centro e nenhum suspeito foi preso. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix