Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 25 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 16h:30
Tamanho do texto A - A+

PMA apreende tarrafa de pescador durante fiscalização na piracema

Pena para este crime é de um a três anos de detenção, além de multa que pode chegar a R$ 100 mil

Caroline Carvalho
Especial para Capital News

 

Policiais Militares Ambientais de Coxim apreenderam tarrafa de pescador durante fiscalização preventiva realizada nesta quinta-feira (10) no Rio Taquari. O apetrecho é proibido em atividades de pesca amadora, além de que no período de piracema - entre outubro e março - a pesca também é proibida. O infrator fugiu pela mata quando avistou os policiais, deixando o material para trás, que foi apreendido.

 

 

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), foram realizadas diligências, porém, o criminoso conseguiu escapar. Se identificado, o pescador responderá por crime ambiental de pesca predatória, cuja pena é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700 a R$ 100 mil.

 

A piracema é o período de reprodução dos peixes. Durante esse período, eles se deslocam até as nascentes dos rios ou até regiões rasas dos mesmos com ervas, para desovar. Segundo a PMA, suas metas de fiscalização durante esses fenômenos estão sendo alcançadas, que é manter o máximo de policiais nos rios, em vigilância dos cardumes, fazendo com que as apreensões de pescado caiam em níveis aceitáveis. Ou seja, manter os peixes vivos nos rios para que cumpram sua função natural de reprodução e a manutenção dos estoques.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix