Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 | 06:22
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 13 de Novembro de 2017, 12h:37
Tamanho do texto A - A+

PMA e Choque apreendem 48 galos de briga e autuam 38 infratores em R$ 840 mil

Os animais apresentavam diversos ferimentos na crista e peito, conforme boletim de ocorrência

Luan Saraiva
Especial para o Capital News

Divulgação/PM

PMA e Choque apreendem 48 galos de briga e autuam 38 infratores em R$ 840 mil

Os autores foram autuados em flagrante pela PMA e Choque

Após investigações, no início da tarde deste domingo (12) a Polícia Militar Ambiental (PMA) e o Batalhão de Choque, prenderam em flagrante 38 pessoas por pratica de rinha de galos na zona rural da cidade de Ribas do Rio Pardo, cidade a 98 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o boletim de ocorrência, no local onde a rinha estava marcada, a 7 quilômetros da cidade, foram apreendidos 48 galos domésticos da espécie galo-índio (Gallus gallus domesticus) e 48 gaiolas, além de duas arenas (rebolo), onde ocorrem as brigas. Ainda foram apreendidas esporas artificiais, remédios, seringas, capas para transporte dos galos, várias esporas e biqueiras artificiais.

Os animais apresentavam diversos ferimentos na crista, peito e esporas cortadas, sinais comprobatórios de emprego dos animais em rinhas.

Foram apreendidas ainda quatro armas de fogo, sendo dois rifles, estando um deles com a numeração raspada, um revólver e uma garrucha calibre 22 e várias munições. As armas pertenciam ao dono da chácara, que também era dono da rinha, e foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, onde a pena é de até seis anos de reclusão, segundo o BO.

Os 38 infratores foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo e responderão por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de detenção. A PMA também confeccionou autos de infração e aplicou multa de R$24 mil contra cada infrator, totalizando R$840 mil.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix