Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017 | 06:20
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quinta-Feira, 10 de Agosto de 2017, 13h:54
Tamanho do texto A - A+

Polícia acaba com “UFC de galos”, resgata animais mutilados e responsáveis são multados

Prática funcionava em casa localizada na cidade de São Gabriel do Oeste

Laura Holsback
Capital News

Divulgação/PMA

 Polícia acaba com “UFC de galos”, resgata animais multilados e responsáveis são multados

Galos estavam com bastante ferimentos, comprovando as brigas entre eles

Policiais Militares Ambientais acabaram com espécie de “UFC de galos”, resgataram animais – muitos deles mutilados, e aplicaram três multas que somaram R$ 6 mil. O episódio aconteceu em uma casa na cidade de São Gabriel do Oeste, na terça-feira (8), mas foi divulgado somente hoje.


Conforme informações policiais, policiais foram ao endereço depois de receberem denúncia de que no imóvel existia ‘’rinha de galo’’ – como popularmente as brigas entre os animais são conhecidas.
Três homens foram surpeeendidos quando colocavam galos para se enfrentar. Doze animais domésticos da espécie galo-índio foram resgatados. Segundo a polícia, alguns eram mantidos confinados em gaiolas de madeira, apertadas, com restrição de movimentos, privação de luz solar e circulação aérea inadequada.


Os animais apresentavam diversos ferimentos na crista, peito, além de várias outras partes do corpo. Alguns tinham sangramentos e estavam mutilados. No local, havia uma arena que era utilizada para colocar os animais em briga.


Dois infratores, de 38 e 39 anos, proprietários de cinco galos cada um, foram autuados administrativamente e multados em R$ 2,5 mil, cada um. Outro envolvido na prática proibida, de 24 anos, era dono de duas aves e foi multado em R$ 1 mil.


Os infratores responderão por crime ambiental de maus-tratos a animais. Se condenados, poderão pegar pena de três meses a um ano de detenção.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix