Campo Grande/MS, Sábado, 22 de Setembro de 2018 | 03:34
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 11 de Julho de 2018, 09h:54
Tamanho do texto A - A+

Policiais utilizam drone e frustram pesca predatória em rio do Estado

Multa para este tipo de crime ambiental varia entre R$ 700 a R$ 100 mil

Laura Holsback
Capital News

 

Divulgação/PMA

Policiais utilizam drone e frustram pesca predatória em rio do Estado

Redes foram abandonadas por pescadores que notaram o monitoramento

 

Policiais militares ambientais utilizaram drone para monitorar os rios Coxim e Taquari e identificaram redes de pescadores que praticariam pesca predatória. O flagrante foi feito nesta terça-feira (10). 

 

Conforme informações, equipe atuava em fiscalização preventiva e monitoramento de cardumes quando verificou, por meio de imagens do aparelho, dois pescadores nas proximidades de um córrego denominado Índio, transportando redes de pesca (petrecho de proibido).

 

Ao perceberem o drone, os homens esconderam os petrechos à margem do rio e fugiram por um matagal. Policiais foram ao local e apreenderam duas redes de pesca, que mediam 50 metros cada.

 

Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. A multa prevista para este tipo de crime varia entre R$ 700 a R$ 100 mil.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix