Campo Grande/MS, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017 | 16:23
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 18h:19
Tamanho do texto A - A+

Presídio Federal de Campo Grande recebe detentos que teriam ordenado chacina em Manaus

Departamento Penitenciário Nacional só irá se pronunciar após concluir as transferências

Flavia Andrade
Capital News

Seap/Divulgação

Rebelião em presídio de Manaus só perde para o Massacre do Carandiru em mortes

Com número de mortos entre 50 e 60, segundo o governo, rebelião é a segunda mais sangrenta da história de presídios do País

Presos do Complexo Anísio Jobim (Compaj) em Manaus (AM) que teriam comandado e participado da chacina da semana passada, com registro de 60 mortos, estão sendo transferidos para presídios federais do país, entre eles, o presídio da Capital, segundo informou o secretário de Administração Penitenciário do Estado do Amazonas, Pedro Florêncio, ao site UOL.

A transferência começou a ser realizada às 14h (16h horário de Brasília), contou com o apoio da Policia Militar (PM) e da Força Nacional, para remoção dos detentos.

De acordo com o secretário Pedro Florêncio, "a força-tarefa da Polícia Civil, que está investigando os homicídios no Compaj e na UPP [Unidade Prisional do Puraquequara], chegou aos nomes dos suspeitos de terem comandado e participado dos homicídios", disse Florêncio. Os nomes dos detentos não foram divulgados.

Ainda Segundo Florêncio, os presos serão levados para a Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, e de Campo Grande (MS). A informação, porém, ainda não é confirmada pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional), que disse ao site UOL que só irá se pronunciar assim que todo o processo de transferência estiver finalizado.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix