Campo Grande/MS, Domingo, 16 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 05 de Abril de 2019, 14h:57
Tamanho do texto A - A+

SIG prende dupla que teria feito motorista de aplicativo refém

Delegado disse que um dos acusados ainda tripudiou dizendo que na época era menor

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Divulgação/SIG

SIG prende dupla que teria feito motorista de aplicativo refém

Dupla foi presa nesta quinta-feira pelo SIG de Dourados

A Polícia Civil de Dourados, através do Setor de Investigações Gerais (SIG) prendeu nesta quinta-feira (4) a dupla acusada de assaltar e fazer um motorista de aplicativo refém no início do mês passado no município.

 

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rodolfo Daltro, eles confessaram o crime e um deles ainda relatou que “não iria dar nada” para ele devido ser menor idade quando cometeu a ação. Mesmo assim, responderá pela prática de ato infracional análogo à prática de roubo qualificado.

 

O outro acusado, de 23 anos, foi indiciado pela prática de roubo qualificado pelo concurso de agentes e restrição da liberdade da vítima e corrupção de menor.

 

As investigações também encontraram o indivíduo que a dupla vendeu o aparelho celular roubado do motorista. Ele seria um menor de 17 anos que trabalha em uma loja de venda e conserto de aparelhos celulares, o qual, por sua vez, relatou ter revendido o bem a um desconhecido. Mesmo assim, ele responderá por ato infracional análogo à prática de receptação. O Inquérito Policial sobre o caso está em trâmite, e logo será encaminhado ao Ministério Público.

 

O caso

 

Ozerias Ferreira foi acionado no dia 16 por dois homens em uma lanchonete na Rua Monte Alegre para realizar uma corrida até o bairro Canaã IV. Mas pouco tempo depois, a dupla anunciou o assalto com uma faca e colocou o motorista no banco traseiro com a cabeça encoberta com uma mochila e as mãos amarradas com um cadarço de tênis.

 

A vítima relatou que a todo momento os bandidos diziam que iriam mata-lo. Porém, nas imediações do Bairro Canaã IV, o combustível do veículo acabou e a dupla começou agredir Ozeias. Um deles teria saído para buscar um líquido inflamável que dizia que iria atear fogo nele, mas não conseguiu realizar a intenção.

 

O motorista foi levado para um matagal, crendo ele que para ser morto. Contudo, por já estar amanhecendo essa movimentação chamou a atenção de populares, o que fez com que os autores desistissem de praticar o homicídio.

 

Pouco tempo depois Ozeias conseguiu se soltar e pediu ajuda à população. Os autores fugiram levando um aparelho celular e dinheiro da vítima.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix