Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 28 de Março de 2019, 11h:14
Tamanho do texto A - A+

Bernal rebate denúncia de rombo fiscal e diz que responsabilidade é de Nelsinho

Ex-prefeito da capital disse que ainda não foi notificado oficialmente sobre multa

Leonardo Barbosa
Capital News

Deurico/Arquivo Capital News

Bernal rebate denúncia de rombo fiscal e diz que responsabilidade é de Nelsinho

Alcides Bernal

O ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), afirmou nesta quinta-feira (28), que ainda não foi comunicado oficialmente sobre a decisão do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, que o multou em 200 (duzentas) UFERMS por um suposto rombo fiscal de R$ 100 milhões nas contas do IMPCG (Instituto de Previdência Municipal de Campo Grande).

 

De acordo com o antigo chefe do executivo municipal, ainda não há definição sobre recurso, pois ele ainda não foi comunicado oficialmente sobre a decisão. “Eu ainda não recebi nenhuma comunicação oficial sobre essa decisão. Assim que receber, vou preparar meu recurso”, afirmou Bernal.

 

Sobre o caso citado na denúncia, o ex-prefeito afirmou que tal rombo fiscal foi promovido por outro administrador do município. “Eu não tenho nenhuma responsabilidade sobre isso. Quem promoveu esse rombo fiscal foi o Nelsinho Trad que no fim do seu mandato concedeu aumento de salário aos servidores municipais, sem nenhuma análise do impacto financeiro que isso poderia causar aos cofres da prefeitura, e isso virou uma bola de neve”, explicou.

 

Bernal ainda disse que na época em que assumiu a administração da capital, comunicou a Procuradoria Geral do Município sobre as irregularidades. “Eu comuniquei a PGM, mas na prática não podia cortar. Não poderia prejudicar 27 mil servidores que dependiam dessa receita. Isso cabe ao Tribunal de Contas que deveria ter barrado esses aumentos”, afirmou o ex-prefeito.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix