Campo Grande/MS, Sábado, 16 de Dezembro de 2017 | 21:23
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017, 11h:55
Tamanho do texto A - A+

Lei Orçamentária Anual é aprovada com R$ 70,654 mi em emendas

Vereadores incluíram 101 propostas de investimento ao orçamento de R$ 3.702 bilhões da Capital para o ano que vem

Flávio Brito
Capital News

Izaias Medeiros/Câmara de Vereadores

Lei Orçamentária Anual é aprovada com R$ 70,654 mi em emendas

Com emendas que representam 1,8% do valor global, os vereadores aprovaram nesta quinta-feira (7), o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício 2018. A matéria foi votada em primeira e segunda discussão. Uma sessão extraordinária foi convocada imediatamente após o encerramento da sessão ordinária de hoje.  

 

Izaias Medeiros/Câmara de Vereadores

Lei Orçamentária Anual é aprovada com R$ 70,654 mi em emendas

Votação foi acompanhada pelo prefeito Marquinhos Trad

A peça orçamentária apresentada pela representa apresenta aumento de 3,13%, o equivalente a R$ 3.702.397.000,00 para 2018. Foram 101 emendas consideradas aptas a serem incorporadas ao projeto, com o valor total de R$ 70.654.000. Ao todo foram 295 emendas  dos vereadores divididas entre 14 áreas. A votação foi acompanhada pelo prefeito Marquinhos Trad.

 

“É um orçamento enxuto e que condiz com a realidade”, disse o presidente da Casa de Leis, vereador João Rocha. O setor de urbanismo foi o que mais teve emendas apresentadas pelos vereadores à proposta da Lei Orçamentária. O relator da LOA e presidente Comissão de Finanças e Orçamento, Eduardo Romero (Rede), destacou que as emendas foram melhor tecnicamente preparadas. 

 

Izaias Medeiros/Câmara de Vereadores

Lei Orçamentária Anual é aprovada com R$ 70,654 mi em emendas

 Relator da LOA, vereador Eduardo Romero (Rede)

Segundo Romero, “1.700 emendas foram apresentadas há cinco anos e só 5% puderam ser incorporadas ao projeto final.  Há dois anos, 700 emendas foram foram propostas e 10% foram de fato aproveitadas. Em 2017,  foram 310 emendas, incluindo as que foram feitas pelo próprio Executivo”. 

 

O setor de urbanismo foi o que mais teve emendas apresentadas pelos vereadores à proposta da Lei Orçamentária, com um total de 117 emendas dos vereadores para esta área. Após a apresentação do projeto, os vereadores iniciaram trabalho de análise e propuseram emendas, sendo o setor de urbanismo que corresponde, por exemplo, a pedidos de pavimentação asfáltica, foi responsável por quase 40% das emendas apresentadas.

 

O relator da Lei Orçamentária classificou as posições como “palpáveis” e foi referendado pelo presidente da Casa de Leis. “Temos de ter responsabilidade e não podemos enganar a população com emendas que não são possíveis de serem executadas”, disse João Rocha. Se dirigindo ao prefeito, ele aproveitou para parabenizar os colegas pela eficiência. “Estamos entregando na primeira semana de dezembro a Lei Orçamentária para que o senhor iniciar com tranquilidade de o trabalho do ano que vem”, ressaltou. 

 

O vereador Betinho também aproveitou a presença de Marquinhos Trad para pedir que olhe “com carinho” para as propostas feitas pelos vereadores. Betinho lembrou que na gestão anterior nenhuma emenda foi implementada. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix