Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018, 16h:24
Tamanho do texto A - A+

Mudança no regimento é aprovado pela Câmara de Ladário

Conforme solicitação do MP, vereadores anulam eleição de Mesa diretora

Flavia Andrade
Capital News

Anderson Gallo/DiarioCorumbaense

Mudança no regimento é aprovado pela Câmara de Ladário

Conforme solicitação do MP, vereadores anulam eleição de Mesa diretora

A alteração no Regimento Interno do Legislativo foi aprovada na Câmara de Vereadores de Ladário, em primeira votação. O Regimento Interno do Legislativo, não permitia que suplentes participassem de Comissão Processante. Agora, em caso de afastamento de 50 por cento mais um dos parlamentares, os suplentes que assumirem podem integrar a CP. A segunda votação está prevista para a próxima sessão, no dia 10. 

 

Com a mudança, a Câmara pode dar início aos processos de cassação dos mandatos do prefeito afastado Carlos Ruso (PSDB) e dos sete parlamentares presos em operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) no dia 26 de novembro, que investiga pagamentos feitos pelo prefeito aos parlamentares em troca de apoio político. Mas para isso, é preciso que um cidadão, ou algum parlamentar, faça a denúncia formal à Câmara. É o que prevê a lei que trata de cassação. 

 

Além da prisão preventiva, a Justiça determinou a suspensão do exercício de mandatos eletivos e de cargo público de todos os acusados. Com isso, a Câmara ladarense ficou composta de sete suplentes e apenas quatro titulares: o presidente da Mesa Diretora, Fábio Peixoto (PTB); o vice-presidente Daniel Benzi (PMDB); o 1º secretário, Jonil Júnior Gomes Barcelos (PMN) e Eurípedes de Jesus (PTB). 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix