Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 17h:58
Tamanho do texto A - A+

“O agronegócio sustenta os outros setores econômicos do País”, afirma Zé Teixeira

Declaração foi dada em resposta ao secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia

Leonardo Barbosa
Capital News

Gustavo Nunes/Assessoria

Operação Vostok cumpre mandados com base em delação da JBS no estado

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM), 1º secretário da Casa de Leis, comentou durante a sessão plenária desta quinta-feira (14) a declaração do secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, contida em um vídeo. “Nabhan afirmou que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária [Incra] é o gestor de todas as questões fundiárias. Nenhuma propriedade no Brasil será incluída indevidamente no Sistema de Gestão Fundiária [Sigef]. Ele também disse que só será incluída no Sigef a propriedade onde já existe efetivamente uma reserva indígena homologada e com decreto presidencial e, eventualmente em júdice com trânsito em julgado. O Incra também terá 30 dias para entregar tudo regularizado”, relatou o parlamentar.

 

Zé Teixeira considera o fato uma enorme vantagem para o setor do agronegócio no País. “O produtor rural era impedido de exercer seus direitos, fazer financiamentos, créditos. Acredito que agora o g começa a ser valorizado o único setor que sustenta o Brasil, o agronegócio. Todos os outros setores dependem da agricultura e pecuária. O presidente tem que tocar o Brasil pra frente. Quando há uma grande produção no Brasil, o Produto Interno Bruto [PIB] aumenta consideravelmente. Para que esse alicerce exista, temos que tentar eliminar a burocracia”, constatou o 1° secretário da Casa de Leis.

 

O parlamentar também falou sobre o Decreto 9725, publicado no dia 12 de março no Diário Oficial da União. “Em apenas uma canetada, o presidente exonerou 20 mil cargos comissionados em Brasília. Que o recurso que vai sobrar desses salários seja investido na segurança pública, saúde e educação”, completou o deputado Zé Teixeira.

 

Segurança nas escolas

Durante a sessão, o deputado Zé Teixeira também apresentou o Projeto de Lei 031/2019, que dispõe sobre a instalação de detectores de metais nas escolas e universidades públicas do Estado de Mato Grosso do Sul. De acordo com a proposta, os aparelhos devem ser instalados nos acessos aos estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior da rede pública de ensino, com mais de 250  alunos ou acadêmicos, por turno, situados em cidades com mais de 50 mil habitantes.

 

 

Entre as justificativas da proposta, o parlamentar considera “‘o significativo aumento da violência nos estabelecimentos de ensino público, praticados por jovens delinquentes e pessoas ligadas à contravenção, frequentadoras dos centros educacionais, conforme tem sido divulgado pela imprensa nacional”.

Arquivo / Governo de MS

Vazio sanitário da soja segue até setembro

Soja é uma das forças da nossa economia Sul-mato-grossense

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix