Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 | 04:24
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 20 de Abril de 2017, 12h:33
Tamanho do texto A - A+

Segurança de passageiros da Uber também será prioridade, garante vereador

Proposta é que executivo municipal adote medidas para garantir bem-estar aos usuários

Liniker Ribeiro
Capital News

Assessoria/Câmara Municipal

Taxistas e mototaxistas pedem igualdade pra concorrer com aplicativos na Capital

A reunião, realizada no Plenário Olivia Enciso, reuniu taxis e mototaxistas

Em meio às discussões sobre regularização e melhorias do transporte público privado de passageiros, vereadores de Campo Grande demonstram preocupação com medidas que devem garantir um bom desempenho do serviço, como a segurança.

Após taxistas e mototaxistas demonstrarem descontentamento com a atividade de empresas como o aplicativo Uber e afirmarem que a concorrência provocada pelo serviço é desleal, o assunto voltou a ser pauta na Câmara Municipal da cidade.

Para o vereador Otávio Trad, antes de qualquer medida ser tomada é preciso ter a garantia de que haverá segurança para quem contratar o serviço. “Não podemos deixar de impor algumas situações para que os motoristas transportem as pessoas em segurança”.

Divulgação/Assessoria

Aprovado projeto que normatiza segurança em piscinas em Campo Grande

Segurança dos passageiros deve ser prioridade, diz vereador

Ainda segundo ele, o executivo municipal tem tudo para fiscalizar o serviço.  “Os motoristas da Uber devem demonstrar idoneidade para executar o trabalho, isso pode ser feito por meio de certidões exigidas pela empresa e Prefeitura de Campo Grande ficaria responsável pela fiscalização”, afirmou.

Na quarta-feira (19), taxistas e mototaxistas cobraram igualdade e limitação do número de motoristas que atuam na Capital. A reuniu vereadores e trabalhadores que expuseram que houve uma queda no número de corridas após o Uber começar operar em Campo Grande.

Ponto principal discutido pelos profissionais foi a flexibilização das leis que regulam os taxis e mototaxis, que não podem oferecer descontos aos clientes, pois a legislação vigente engessa o trabalho.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix