Campo Grande/MS, Domingo, 21 de Outubro de 2018 | 09:37
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 08 de Agosto de 2018, 11h:55
Tamanho do texto A - A+

STJ nega pedido de liberdade ao ex-governador André Puccinelli e demais réus da “Lama Asfáltica”

A decisão foi dada pela ministra Maria Thereza de Assis Moura

Leonardo Barbosa
Capital News

Deurico/Arquivo Capital News

André Puccinelli

O ex-governador André Puccinelli está preso desde o dia 20 de julho

 

A 6ª turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça), negou na noite de terça-feira (7), o terceiro pedido de habeas corpus do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, do filho dele André Puccinelli Júnior e do advogado João Paulo Calves. A decisão foi da ministra Maria Thereza de Assis Moura

 

A defesa dos réus agora espera resposta para outros dois pedidos de soltura: no TRF (Tribunal Regional Federal) e no STF (Supremo Tribunal Federal).

 

Puccinelli, o filho e o advogado estão presos desde o dia 20 de julho, no Centro de Triagem do complexo penitenciário do Jardim Noroeste, em Campo Grande. Eles respondem pelos crimes de lavagem e desvio de dinheiro público na Operação Lama Asfáltica.

 

Puccinelli é acusado de receber propina da JBS em troca de benefícios fiscais à empresa entre 2007 e 2015, período em que foi governador do estado.

 

Os réus já haviam sido presos em 2017, mas conseguiram liberação no dia seguinte. Contudo, novas provas envolvendo a empresa de Puccinelli Júnior fizeram com que a justiça pedisse novamente a prisão do trio.

 

Este é terceiro habeas corpus negado pela justiça para o caso. No dia 27 de julho, o ministro Humberto Martins do Superior Tribunal de Justiça (STJ), já havia recusado o pedido de liberdade, impetrado pela defesa do ex-governador.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix