Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Segunda-Feira, 25 de Março de 2019, 16h:49
Tamanho do texto A - A+

Trutis e Soraya se reúnem com Moro e discutem temas ligados a Segurança do MS

Entre os temas da reunião, os parlamentares e o ministro da Justiça falaram sobre seguranças nas fronteiras e a situação dos presídios federais

Leonardo Barbosa
Capital News

Instagram/Divulgação

Trutis e Soraya se reúnem com Moro e discutem temas ligados a Segurança do MS

O deputado federal Loester Trutis (PSL) e a senadora Soraya Thronicke (PSL) estiveram com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em Brasília. Durante o encontro, pautas como segurança nas fronteiras, situação dos presídios federais e a importância da criação de Comissões de Segurança Pública no Congresso foram colocadas em discussão.

 

Horas antes da reunião, no início da manhã desta segunda-feira (25), Trutis participou de uma entrevista na TV Morena e detalhou como seria o encontro com o ministro da Justiça.

 

“Nós estamos levando para ele [Moro], um projeto que nós desenvolvemos antes da campanha, que se chama “MS seguro, Brasil em paz”. Nós sabemos que hoje é muito mais fácil você reter droga e armamento aqui na fronteira que quando isso já está em uma favela do Rio de Janeiro ou dentro de uma guerra de uma facção”, disse o parlamentar.

 

Trutis explicou ainda, uma proposta que seria apresentada ao ministro, repassando a responsabilidade sob a tutela dos presos do tráfico internacional de drogas e armas a União. “A gente quer recurso do Governo Federal, a gente está levando a responsabilidade ao Governo Federal de tutelar os presos do tráfico, porque hoje o MS tem 17 mil presos, sendo que 7 mil são do tráfico internacional. Isso é uma responsabilidade do Governo Federal e nós aqui como representantes vamos cobrar do Governo Federal, a tutela desses presos”, declarou o deputado.

 

 

De acordo com o parlamentar, essa medida deve desafogar a economia dos estados, possibilitando que mais receitas possam ser aplicadas em outras áreas, como saúde e educação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix