Campo Grande/MS, Terça-Feira, 24 de Abril de 2018 | 08:24
27˚
(67) 3042-4141
2016
Domingo, 01 de Janeiro de 2017, 11h:00
Tamanho do texto A - A+

Assembleia tem primeiro concurso em ano de denúncias de ponto fictício

Vazamento de conversa entre deputados sugere criação de ponto fictício

Samira Ayub
Especial para o Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de servidores públicos, assembleia legislativa, funcionários fantasmas

Assembleia arquivou pedido de abertura de CPI para investigar fantasmas

retro2016

A preocupação com a crise econômica no país marcou a abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa em 2016, ano da realização do primeiro concurso da Casa de Leis que disponibilizou 80 vagas para níveis médio e superior, mas, o ano também foi de denúncias de fraudes envolvendo parlamentares.

Deurico/Arquivo Capital News

Paulo Côrrea e Felipe Orro terão pedidos de cassação representados hoje na Assembleia

Paulo Côrrea e Felipe Orro

 

Ao anunciar a realização do certame, o deputado Júnior Mocchi (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa, ressaltou que todas as contratações da Casa seriam feitas por meio de concurso. 

 

Já o MPE-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) instaurou inquérito civil para investigar suposta fraude no controle de ponto dos servidores da ALMS, após vazamento de uma conversa entre os deputados Paulo Corrêa (PR) e Felipe Orro (PSDB), gravada em 2015, onde Corrêa sugere ao colega que crie um ponto fictício para comprovar a presença de servidores lotados na Casa de Leis. 

 

Confira as principais matérias no link abaixo: 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix