Campo Grande/MS, Terça-Feira, 21 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, 11h:52
Tamanho do texto A - A+

Com 484 propostas, FCO Rural já totaliza R$ 481 milhões

O financiamento é destinado a investimentos no agronegócio como a construção de armazéns, aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas

Leonardo Barbosa
Capital News

Semagro/Divulgação

Com 484 propostas, FCO Rural já totaliza R$ 481 milhões

Passados pouco mais de dois meses desde o início das operações, já estão em fase final de tramitação 484 propostas de financiamentos pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), só na modalidade FCO Rural, que totalizam R$ 481,497 milhões. O FCO Rural é destinado a investimentos no agronegócio como a construção de armazéns, aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, até o financiamento de lavouras. Desses 484 processos, 145 já foram contratados e os demais estão em análise de documentação.

 

Para 2019 foram disponibilizados R$ 2,26 bilhões na linha do FCO para Mato Grosso do Sul, sendo metade desse valor destinado ao FCO Rural e a outra metade ao FCO Empresarial (contempla empresas da área urbana). Nessa modalidade o ritmo de contratação está mais lento. Apenas 31 processos já foram finalizados e contratados, o que perfaz R$ 27,719 milhões. Outros 56 processos estão em fase de contratação, totalizando mais R$ 46,324 milhões.

 

“Temos claramente uma situação de elevada demanda no FCO Rural que tramita num fluxo normal. Já no FCO Empresarial temos duas situações importantes: primeiro, é que a análise dos processos dentro do banco ainda continua muito lenta. Muito aquém da dinâmica verificada nos empréstimos rurais. E a procura menor, de forma que ficou definido na reunião desta quarta-feira (13) que vamos fazer uma nova rodada de levantamento da demanda, em parcerias com o Sebrae, Banco do Brasil e Associações Comerciais para divulgar o produto”, disse o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, que preside o Conselho Estadual de Investimentos do FCO.

 

Reunião

Na reunião desta quarta-feira, a segunda do ano, o Conselho apreciou mais de 50 processos, sendo a maioria da modalidade FCO Rural. O secretário destacou, entretanto, a aprovação do projeto de contratação de R$ 135 milhões pela empresa Anin Indústria e Comércio de Produtos de Higiene Ltda, que vai implantar uma fábrica de papel higiênico e guardanapos em Três Lagoas. Na terça-feira (12) o empresário Aurio Lima Jr. Esteve com o governador Reinaldo Azambuja para apresentar o projeto. A estimativa é de gerar 150 empregos diretos e investimento global de R$ 192 milhões.

 

 

Destacam-se, ainda, na pauta da reunião desta quarta-feira, a aprovação de cinco projetos para implantação de unidades de recria e terminação de suínos que superam investimento de R$ 16 milhões. São investimentos previstos para os municípios de Glória de Dourados, Itaporã e Jateí, todos da região Sul. São cinco barracões para engorda e cinco para terminação com capacidade total para abrigar 21.442 suínos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix