Campo Grande/MS, Terça-Feira, 21 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, 11h:12
Tamanho do texto A - A+

Conab prevê recuperação do milho e estima safra em 233,3 milhões de toneladas

Expectativa é de segunda maior safra da história

Caroline Carvalho
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de milho, grãos, agronegócio, safrinha

A área semeada, de 62,9 milhões de hectares, é a maior já registrada no país

O Brasil deve colher a segunda maior safra de milho da história, chegando a uma produção de 233,3 milhões de toneladas. Os dados estão no 6º levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado na última terça-feira (12).

 

Segundo a Conab, o bom desempenho é impulsionado pela melhora da produção do milho na segunda safra do grão, que deve chegar a 66,6 milhões de toneladas, volume 23,6% superior ao registrado na safra passada. 

 

“Esse resultado é reflexo da maior área”, afirma o superintendente de informações do Agronegócio da Conab, Cleverton Santana. “Com 80% dos grãos já plantados, os agricultores devem destinar 12 milhões de hectares para plantio ao invés dos 11,5 milhões de hectares da safra passada”.

 

O superintendente ressalta ainda que a produtividade deve melhorar. “A expectativa é de que sejam colhidos 5.228 quilos por hectare. Mas estamos trabalhando com dados estatísticos, uma vez que ainda não é possível aferir o desempenho do milho nas lavouras”.

 

O diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Silvio Farnese, disse que a safra de grãos será suficiente para atender ao consumo interno do país e também aos compromissos de exportação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Trinix