Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017 | 14:59
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Domingo, 18 de Junho de 2017, 11h:35
Tamanho do texto A - A+

Cultivo de soja está proibido em Mato Grosso do Sul até setembro

O descumprimento das normas pode acarretar em multa e autuação

Rosana Moura
Especial para o Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de Soja, grãos

Plantio de soja está proibido até setembro

Com o início do vazio sanitário do grão, produtores do Estado não podem cultivar soja nos campos até o dia 15 de setembro. O objetivo é combater inóculos de ferrugem asiática, fungo que causa perdas de produtividade.

Quem descumprir as normas do vazio, poderá ser autuado pela Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e ser multado em até mil UFRMS, que é a Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul. A unidade teve seu valor estabelecido para o mês de junho em R$ R$ 24,66.

O presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja), Christiano Bortolo explicou a importância do vazio sanitário. “Essa é uma importantíssima ferramenta para controle da quantidade de inóculos de ferrugem e garantia uma boa produtividade, ainda mais em um cenário em que a maior parte dos defensivos vem perdendo o seu efeito. Sendo assim, cada vez mais o vazio se torna fundamental”.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix