Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017 | 00:55
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 14h:31
Tamanho do texto A - A+

Exames confirmam que 1,1 mil bois morreram de botulismo no MS

Toxinas foram encontradas no alimento dos animais

Flavia Andrade
Capital News

Nota divulgada pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), por meio da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro), e pela Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso do Sul (SFA/MS), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), confirma que as 1,1 mil cabeças de gado que morreram na propriedade rural localizada no município de Ribas do Rio Pardo, no Estado, tiveram toxinas encontradas no alimento dos animais. Sendo confirmado diagnóstico por investigação clínico-epidemiológica feita no local.

De acordo com os órgãos, os primeiros resultados laboratoriais feitos com amostras da silagem de milho, fornecida aos bovinos do confinamento, demonstraram a presença das toxinas botulínicas tipo C e D, confirmando a suspeita inicial do setor de patologia veterinária da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. A presença das toxinas e a investigação feita na propriedade "permite a conclusão do caso com o diagnóstico de botulismo", destaca a nota.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix