Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Domingo, 11 de Março de 2018, 07h:52
Tamanho do texto A - A+

Iagro alerta sojicultores sobre importância do monitoramento da ferrugem asiática

Doença impede formação completa dos grãos e diminui a produtividade das lavouras de soja

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Claudia Vieira Govdoy

Iagro alerta sojicultores sobre importância do monitoramento da ferrugem asiática

A doença é considerada a mais severa para as lavouras de soja

Com o início da colheita da soja safra 2017/2018, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) alerta os produtores sobre a importância do monitoramento da ferrugem asiática. A doença é considerada a mais severa para as lavouras de soja.

 

O respeito ao período de vazio sanitário, a eliminação de plantas voluntárias de soja e o controle químico adequado são obrigações do produtor. As ações são fiscalizadas pela agência, que deve ser informada imediatamente em caso de focos de ferrugem.

 

A Iagro reforça que o sojicultor também tem a obrigação de realizar o manejo adequado da doença, aplicando os defensivos agrícolas recomendados. Em casos de descumprimento, o produtor fica sujeito a penalidades.

 

Ferrugem Asiática

A ferrugem asiática pode ocorrer em qualquer estágio fenológico da soja. O principal dano ocasionado é a desfolha precoce, que impede a completa formação dos grãos e reduz a produtividade. 

 

Um dos primeiros sinais de ferrugem asiática é o aparecimento de minúsculas pontuações escuras, com coloração esverdeada a cinza-esverdeada, na parte inferior da planta. A constatação da doença é feita quando surgem saliências semelhantes a pequenas feridas ou bolhas no verso da folha. Com o passar do tempo, as folhas infectadas pelo fungo tornam-se amarelas e caem.

 

Manejo 

O monitoramento da lavoura desde o início do desenvolvimento da soja é de extrema importância para que o produtor possa iniciar o controle químico logo após o aparecimento dos primeiros sinais ou preventivamente. 

 

O controle preventivo deve levar em conta os fatores necessários à ocorrência da ferrugem: presença do fungo na região, idade da planta e clima favorável. Além disso, a logística de aplicação, presença de outras doenças e o custo são outras condições a serem analisadas.

 

Dentro do manejo de doenças, é importante que se faça a rotação de fungicidas, alterando o princípio ativo aplicado a cada pulverização. Desta forma, é preservada a eficiência dos defensivos e é reduzida a resistência do fungo às moléculas. A prática também garante um impacto ambiental menor.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix