Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Outubro de 2017 | 10:45
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 12h:24
Tamanho do texto A - A+

Milho tem alta nas vendas em julho e têm alta 122%

Exportações do setor no mês passado somaram US$ 8,26 bi, com acréscimo de 5,8% em relação a 2016

Flavia Andrade
Capital News

Deurico/Capital News

Foto ilustrativa de milho, grãos, agronegócio, safrinha

Milho

O aumento no volume permitiu o incremento das receitas de exportação de US$ 184 milhões para US$ 357 milhões. Os principais destinos foram Irã (623 mil t), Egito (359 mil t), Vietnã (306 mil t), Israel (152 mil t), Malásia (150 mil t) e Coreia do Sul (133 mil t). Os embarques de milho do Brasil atingiram 2,3 milhões de toneladas em julho, incremento de 122,2% em relação ao mesmo mês 2016, período em que foram exportadas 1 milhão de toneladas.

As exportações brasileiras do agronegócio atingiram US$ 8,26 bilhões em julho de 2017, cifra 5,8% superior à registrada em igual mês de 2016, de US$ 7,81 bilhões. O superávit comercial do setor no mês passado foi de US$ 7,22 bilhões, ante US$ 6,67 bilhões de julho de 2016. Os dados constam da balança comercial do agronegócio, divulgada nesta quinta-feira (10) pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), as boas condições climáticas favoreceram o desenvolvimento das lavouras, levando as estimativas de alta produtividade do cereal. Para a SRI, a diferença significativa nos volumes comercializados nas vendas externas de milho reflete a expectativa na produção recorde na safra 2016/2017, de 97,2 milhões de toneladas.

Outro destaque da balança comercial do agronegócio de julho foi a soja em grãos, com incremento de 20,2%. Os volumes vendidos, principalmente, para China (5,3 milhões t), Espanha (303 mil t) e Irã (257 mil t), alcançaram 7 milhões de toneladas ante 5,7 milhões de toneladas (julho/2016), gerando divisas de US$ 2,5 bilhões. Somente a China corresponde a 76,2% do volume total de soja exportado do mês.

Em julho houve melhora no desempenho das carnes bovina e de frango. Com uma recuperação de 23% em volume, a carne bovina atingiu 129 mil toneladas, representando US$ 538 milhões. Já a carne de frango teve alta de 5,5%, com vendas de 376 mil toneladas ou US$ 606 milhões.

Entre os destaques brasileiros no comércio internacional do agronegócio no acumulado de janeiro a julho deste ano, estão a soja em grão e os produtos florestais (papel, celulose, madeiras e suas obras). A soja saiu de 44,4 milhões toneladas para 51 milhões de toneladas no período, alta de 15%. Os produtos florestais somaram 12,9 milhões de toneladas, trazendo divisas de US$ 6,4 bilhões, de janeiro a julho.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix