Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 18 de Janeiro de 2018 | 04:49
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Domingo, 31 de Dezembro de 2017, 11h:07
Tamanho do texto A - A+

Pronaf garante mais de R$ 106 mi para a agricultura familiar de MS

Técnicos da Agraer são responsáveis pela elaboração da maioria dos projetos no Estado

Flávio Brito
Capital News

Divulgação/Notícias MS

Economia de Mato Grosso do Sul é movimenta pela agricultura familiar

Agricultura familiar continua crescendo no estado

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar movimentou R$ 106 milhões até dezembro em Mato Grosso do Sul. O valor representa quase 50% dos R$ 220 milhões liberados por meio do Plano Safra 2017/20 em 1º de julho deste ano.

 

O montante corresponde ao Plano Safra da Agricultura Familiar, um dos eixos do plano nacional voltado para o agronegócio e que conta com R$ 6,4 bilhões para garantir investimentos e o custeio para pequenos, médios e grandes produtores. “Já foram 3.392 projetos aprovados dentro do Pronaf, totalizando R$ 106.365.567,84 e como bem sabemos 80% dos projetos elaborados no Estado são feitos pelos técnicos da Agraer”, avaliou positivamente o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), André Nogueira.

 

O trabalho conjunto entre a Agraer e o Incra deve garantir a liberação da segunda metade do recurso disponível para a agricultura familiar. “Nós temos um termo de cooperação com o Incra e acreditamos que para 2018 esse valor deve ampliar, porque nós vamos conseguir liberar a DAP [Declaração de Aptidão ao Pronaf] para produtores que em 2017 não puderam pegar o recurso do Programa por estarem irregulares junto ao Incra. Então, este trabalho deve trazer um resultado melhor para 2018”.

 

A DAP é um dos documentos obrigatórios para o acesso às linhas de crédito do Pronaf. “Nós estamos no meio do calendário do Plano Safra. Ainda temos toda a safrinha, todas as culturas de inverno que também podem entrar nesse recurso do Programa. Poderemos chegar bem próximo, talvez, de utilizar o total do Pronaf que são os R$ 220 milhões. Vamos trabalhar para isso”, garante o dirigente da Agraer.

 

Dos R$ 106 milhões movimentados pelos agricultores familiares do Estado, R$ 72.488.961,83 foram da linha de custeio – compra de sementes, medicamentos, ração para animais, entre outras demandas de cultivo e criação, enquanto os outros R$ 33.876.606,01 se referem a linha de investimento, o que significa benfeitorias e reforma direta nas propriedades que trarão melhores resultados na produção ou criação de suínos, bovinos, pescado e aves.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix