Campo Grande/MS, Sábado, 26 de Maio de 2018 | 09:56
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Quinta-Feira, 10 de Maio de 2018, 10h:50
Tamanho do texto A - A+

Redução da taxa de juros para financiar próxima safra é estudado pelo Governo

Anúncio do Plano Agrícola e Pecuário deve ocorrer na primeira semana de junho

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Noaldo Santos/Mapa

Redução da taxa de juros para financiar próxima safra é estudado pelo Governo

Secretário de Política Agrícola do Mapa, Wilson Vaz de Araujo

A redução da taxa de juros de crédito para o próximo Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2018/2019, que terá início em 1º de julho, está sendo analisada pelo Governo Federal.

 

“Estamos tentando chegar a um denominador comum, que seja bom para o produtor rural e que não comprometa o orçamento fiscal”, ressaltou o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araújo.

 

Quanto aos recursos destinados para financiar a agricultura da próxima safra, o secretário explica que é necessário equilíbrio entre o volume de recursos disponíveis e a taxa de juros. Apesar da queda da taxa Selic e da inflação, há outras variáveis, como a fonte de recursos e o impacto no orçamento federal. “Para chegar a um valor do plano rural, o governo pondera a execução do ano anterior, a disponibilidade das fontes e orçamentária para fazer a subvenção à taxa de juros”, afirma.

 

De acordo com o secretário, a expectativa é que o desembolso do crédito rural na safra ainda em vigor (2017/2018) fique entre R$ 145 bilhões e R$ 150 bilhões. O montante total destinado foi de R$ 188,3 bilhões.

 

O Ministério da Agricultura fará outras reuniões com a equipe econômica. O anúncio do PAP está previsto para ocorrer na primeira semana de junho, em Brasília.

 

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araújo, participou de audiência com o ministro Blairo Maggi, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e representantes do Ministério da Fazenda e do Tesouro Nacional, nesta semana.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix