Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017 | 14:57
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 06 de Outubro de 2017, 14h:49
Tamanho do texto A - A+

Vacinação contra Influenza Equina é obrigatório para transporte de animais

Validade da imunização para emissão da guia é de no máximo 360 dias

Flávio Brito

Deurico Ramos/Capital News

Julgamento morfológico seleciona os melhores cavalos árabes na 79º Expogrande

Vacinação condiociona a emissão da GTA

Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) alerta que desde julho, conforme a portaria Iagro/DDSA n° 3573/17, é obrigatória a apresentação do atestado de vacinação contra a Influenza Equina (gripe equina), para que se possa emitir a Guia de Trânsito Animal (e-GTA/GTA manual) para aglomeração com finalidade comercial e aglomeração sem finalidade comercial.

Visando preservar as condições sanitárias do rebanho equídeo sul-mato-grossense das doenças de notificação obrigatória, as instruções do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa), e considerando a vacinação como principal ferramenta de controle da Influenza Equina, a Iagro faz o alerta aos criadores, promotores e participantes de leilões, exposições, laçadas e outros eventos onde haja aglomeração de animais, para a importância e detalhes da medida, que vale para o trânsito dentro e fora do Estado.

Segundo o diretor-presidente da Agência, Luciano Chiochetta, o trânsito é permitido se acompanhado do atestado de vacinação, e-GTA ou GTA manual e demais exames obrigatórios. Já os atestados de vacinação de outros estados são válidos, desde que constem os dados e a resenha do equídeo, além de constar a vacina (laboratório/marca) utilizada, com seu respectivo número do lote/partida e data de validade, o número da nota fiscal do produto, a data da vacinação e a assinatura e carimbo do médico veterinário devidamente inscrito no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Chiochetta esclarece ainda que o prazo de carência para emissão de e-GTA ou GTA manual, que estava estabelecido para no mínimo 15 dias, só começará a ser exigido a partir do dia 20 de outubro. A  validade da imunização para emissão da guia é de no máximo 360 dias  e os equídeos com idade inferior a 6 meses são isentos da apresentação de atestado de vacinação contra Influenza Equina, desde que acompanhados da mãe, portando atestado.

O titular da Iagri ressalta ainda que, conforme a portaria, é permitida a apresentação de cópia autenticada em cartório ou pelo serviço veterinário oficial (SVO) do comprovante de vacinação do passaporte equino, desde que conste todos os dados exigidos.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix