Campo Grande/MS, Sábado, 21 de Julho de 2018 | 13:01
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, 16h:58
Tamanho do texto A - A+

Vazio sanitário da soja segue até setembro

Medida visa diminuir incidência da ferrugem asiática em Mato Grosso do Sul

Esthéfanie Vila Maior
Capital News

Priscilla Pires / Governo de MS

Vazio sanitário da soja segue até setembro

Soja não pode ser cultivada até 15 de setembro no Estado

O vazio sanitário da soja está há 26 dias em vigor em Mato Grosso do Sul. Durante o período, fica proibido o cultivo da leguminosa até 15 de setembro, com objetivo de reduzir a incidência da ferrugem asiática. 

 

De acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), os produtores também devem eliminar todas as plantas voluntárias, conhecidas como guaxas ou tigueras, por meio de processos mecânicos ou químicos. 

 

Também é necessário que os agricultores fiquem atento ao prazo de cadastramento das áreas onde será feito o plantio da soja. O cadastro é obrigatório e os dados recebidos servem de base para identificar a área total cultivada, além de prevenir lavouras vizinhas em casos de ferrugem por meio de alerta sanitário.

 

A medida preventiva é uma estratégia de manejo para reduzir o contágio nos primeiros plantios, diminuindo a possibilidade de incidência da doença no período vegetativo. Além disso, também minimiza o número de aplicações de fungicidas e o custo de produção.

 

Atualmente, além de Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal, outros 10 estados adotam o vazio sanitário como medida de controle da ferrugem asiática da soja: Rondônia, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, São Paulo e Tocantins.

 

O descumprimento das normas pode implicar na autuação e multa de até R$ 24,6 mil. Em caso de dúvidas, os produtores podem procurar a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) pelo telefone 0800 647 2788.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix