Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Sexta-Feira, 08 de Março de 2019, 16h:54
Tamanho do texto A - A+

Distúrbios do sono são comuns em cerca de 73 milhões de Brasileiros

Insônia, ronco e apneia são os mais comuns, segundo pesquisa da ABS

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/ABC

Distúrbios do sono são comuns em cerca de 73 milhões de Brasileiros

Insônia, ronco e apneia são os mais comuns, segundo pesquisa da ABS

 

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Sono (ABS) aponta que cerca de 73 milhões de pessoas são afetadas por distúrbios do sono, sendo os mais comuns entre os brasileiros, a apneia, o ronco e a insônia. 

 

Conforme o neurologista e membro titular da Academia Brasileira de Neurologia, Dr. Marcílio Delmondes Gomes,“É durante o sono que o nosso organismo se restaura, equilibrando a produção de hormônios, fortalecendo a imunidade e fixando o aprendizado. A privação do sono pode atrapalhar desde o desempenho físico, a produtividade no trabalho e até as relações sociais”, ainda segundo Marcílio Gomes, a insônia está ligada à várias outras doenças, como a obesidade, depressão, hipertensão, diabetes e ansiedade, destaca.

 

É durante o sono reparador que várias funções, sejam físicas ou mentais, são reguladas e garantem a vitalidade geral do organismo. Uma boa noite de sono, somada com hábitos saudáveis, traz longevidade e saúde, segundo neurologista.

 

A insônia é um dos distúrbios mais comuns, afeta a capacidade de dormir ou de permanecer dormindo. Pessoas afetadas costumam começar o dia mal, apresentando cansaço, dores de cabeça e alterações no humor. A falta de energia também atrapalha a concentração, aumentando o risco de acidentes, o que compromete a qualidade de vida de forma geral.

 

A causa pode ser das mais variadas, entre os mais comuns estão: os maus hábitos de sono, determinadas doenças, além de alguns medicamentos e estimulantes, como café, nicotina e bebidas alcoólicas. De acordo com Marcílio Gomes, "É comum que em algum momento da vida, principalmente com a avanço da idade, a insônia apareça. É preciso estar atento aos sintomas e buscar ajuda caso sinta dificuldades em dormir”, destaca.

Deve ser levado a sério

 

Na próxima semana, entre os dias 11 e 17 de março, acontece a “Semana Nacional do Sono”, promovida pela Associação Brasileira do Sono. Esse ano, o tema é “dormir bem é envelhecer com saúde”, através da campanha nacional, a ABS busca conscientizar sobre a importância da quantidade e da qualidade do sono, para que todos possam ter uma melhor qualidade de vida ao chegar à terceira idade. 

 

Para o neurologista, “A prevenção de distúrbios, como a insônia, é feito apenas mantendo os bons hábitos na hora de dormir: exclua os estimulantes; evite jantar e se deitar; use a cama apenas para dormir; não se exponha a forte luzes durante a noite, como as de celulares e computadores; faça atividades relaxantes antes de dormir, como ler; só se deite quando se sentir sonolento e prepare o ambiente para deixa-lo o mais escuro e silencioso possível”, conclui.

 

Dr. Marcílio Delmondes Gomes (CRM 2659) é especialista em neurologia e atua na Clínica Neurosono em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), também é membro titular da Academia Brasileira de Neurologia/ABN. É especialista em Eletroencefalografia e Polissonografia pela Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clinica, e especialista em Medicina do Sono pela Academia Brasileira de Neurologia/ABN, pela Associação Médica Brasileira/AMB e Associação Brasileira do Sono. 

 

A Clínica Neurosono é especializada em diagnosticar e tratar os distúrbios do sono. Credenciada pela Sociedade Brasileira do Sono, está localizada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e conta com um moderno laboratório do sono, equipado com polígrafos ALICE 6 que atendem aos padrões da AASM (American Academy Of Sleep Medicine), que traz a possibilidade de diagnósticos mais precisos.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix