Campo Grande/MS, Sábado, 19 de Agosto de 2017 | 22:15
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quarta-Feira, 09 de Agosto de 2017, 14h:47
Tamanho do texto A - A+

Governo do Estado se posiciona com relação ao caos na Saúde

Conforme nota encaminhada pelo governo, repasse de verbas aos municípios estão sendo repassadas em dia

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação

Hospital de Dourados recebe menina de dois anos suspeita de espancamento

Hospital de Dourados recebeu 10 novos leitos segundo Governo

Entre as diversas notícias veiculadas sobre a situação no sistema de saúde não apenas no Estado do Mato Grosso do Sul como no Brasil, e o ping-pong das administrações das entidades com os governos, com relação ao repasse de verbas da saúde para os hospitais, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul se posiciona, esclarecendo que, o repasse de verbas aos municípios está em dia.

Com relação à Capital, o desfalque existente é de aproximadamente R$ 8 milhões, referentes a programas de incentivo e campanhas de prevenção, que estão sendo pagos de maneira gradativa, porém, os atrasos existentes não afetam os serviços emergenciais, como assistência farmacêutica e repasse aos hospitais.

De acordo com a nota, o Hospital Regional de Campo Grande realiza cerca de 2,7 mil atendimentos por dia e o Hospital de Ponta Porã aproximadamente 6 mil atendimentos diários, sendo considerados os dois maiores hospitais em atendimento no Estado. 

O Estado possui 596 leitos de UTI, sendo 417 SUS e 179 não SUS, ou seja, que não recebem investimento do Governo Federal. Desde 2015, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) já implementou 48 novos leitos de UTI em todo Estado, sendo 10 em Dourados, 10 em Nova Andradina, 10 em Ponta Porã, 10 na Maternidade Cândido Mariano e 8 no Hospital do Câncer na Capital

Confira nota na íntegra:

A pasta tem um desfalque junto ao município de Campo Grande de cerca de R$ 8 milhões referentes apenas à programas de incentivo da Prefeitura, como campanhas de prevenção, mas que estão sendo pagos GRADATIVAMENTE.


Apesar do atraso em determinados setores, a SES salienta que os SERVIÇOS EMERGENCIAIS e essenciais NÃO FORAM AFETADOS, como assistência farmacêutica e repasse aos hospitais.

Hospitais Regionais

Em Mato Grosso do Sul existem quatro hospitais que recebem a nomenclatura "Regional". No entanto, apenas a unidade de Ponta Porã é de gestão do Governo do Estado (mas é importante lembrar que isso não quer dizer que o Estado repasse recursos apenas a esse hospital).

Também é preciso ressaltar que outras unidades hospitalares, como a de Coxim, apesar de não receberem o nome "Regional" atendem pacientes encaminhados pelas cidades próximas que é exatamente o que caracteriza um hospital regional.

Atendimentos

Hospital Regional de Campo Grande atende diariamente uma média de 2,7 mil pessoas (atendimento geral, entre exames e consultas)

Hospital de Ponta Porã atende em média 6 mil pessoas mensalmente. Não temos a informação, até o momento, das outras unidades regionais.


Leitos

Mato Grosso do Sul possui 596 leitos de UTI, sendo 417 SUS e 179 não SUS- que não recebem investimento do Governo Federal.

Desde 2015, a SES já implementou 48 novos leitos de UTI em todo Estado - 10 em Dourados, 10 em Nova Andradina, 10 em Ponta Porã, 10 na Maternidade Cândido Mariano e 8 no Hospital do Câncer.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix