Campo Grande/MS, Domingo, 16 de Junho de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Terça-Feira, 19 de Março de 2019, 17h:35
Tamanho do texto A - A+

Governo repassa R$ 125 milhões para a Saúde do MS

Recurso serve para pagamentos de serviços médicos, odontológicos e hospitalares prestados por instituições que atendem pelo SUS

Leonardo Barbosa
Capital News

Reprodução

materiais essenciais para realização de exames e medicamentos no hospital, o que causou suspensão no atendimento a pacientes do centro obstétrico, assim como dos que necessitavam do serviço de endoscopia, cardiologia clínica e cirúrgica

HRMS e outras instituições hospitalares foram prioridade no repasse de recursos

O Governo do Estado já repassou mais de R$ 125 milhões para o setor de saúde dos 79 municípios sul-mato-grossenses, desde o dia 1º de janeiro de 2019. A medida cumpre determinação do governador Reinaldo Azambuja ao secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, com o objetivo de colocar em dia e regularizar os repasses de recursos em todas as parcerias com as administrações municipais.

 

Entre os recursos priorizados estão os pagamentos de serviços médicos, odontológicos e hospitalares prestados por instituições que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como hospitais, e aos municípios. Também se destacam as transferências Fundo a Fundo, feitas às administrações municipais.

 

“Vejo no governador a vontade firme de, junto conosco, dar um novo perfil para a saúde pública de Mato Grosso do Sul, com a regularização de repasses de recursos e aplicação de modernas técnicas de gestão. Desta forma, estaremos ajudando os municípios a estruturarem a rede básica, e naqueles que são polos regionais de saúde, a assistência hospitalar de média e alta complexidade”, explica Geraldo Resende.

 

Como exemplo dos pagamentos feitos com prioridade está o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), que efetuou, no final de fevereiro, repasses a fornecedores da ordem de R$ 7,2 milhões. Na semana passada, foram pagos mais R$ 1,2 milhão. No total, essa instituição hospitalar recebe investimentos mensais da ordem de R$ 25 milhões.

 

Regionalização

De acordo com o secretário, além de colocar as finanças em dia, outra ferramenta que está sendo implementada visando a melhoria da saúde pública em Mato Grosso do Sul é o Plano Diretor de Regionalização (PDR), que vai descentralizar o atendimento e leva-lo para mais próximo dos cidadãos.

 

Para tanto, o Governo vai realizar um levantamento que dirá a vocação de cada município e, a partir daí ajudar as administrações municipais a se estruturarem, seja em instalações físicas, equipamentos ou em material humano.

 

A regionalização será implantada a partir do Plano Estratégico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), numa outra vertente do Proadi/SUS, esta, porém, realizada pelo hospital alemão Oswaldo Cruz, uma das instituições hospitalares de maior credibilidade no País, com expertise na área de gestão.

 

 

No dia 15 de março, um técnico da instituição esteve na SES fazendo a apresentação do Programa. Segundo o secretário Geraldo Resende já houve adesão, tendo início os levantamentos e estudos comecem para que o planejamento possa começar a ser aplicado ainda neste primeiro semestre.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix