Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Sexta-Feira, 12 de Abril de 2019, 13h:32
Tamanho do texto A - A+

Prefeitura realiza a licitação do Lixo e irrita participantes

Todos os participantes envolvidos criticaram a ausência da Kurica Ambiental

Juliana Brum
De Três Lagoas para Capital News

Divulgação

Prefeitura realiza a licitação do Lixo e irrita participantes

O contrato emergencial do Lixo vence no final de abril

A licitação dos resíduos sólidos domiciliares e de Saúde após cancelamentos anteriores por irregularidades encontradas nos editais propostos  aconteceu na ultima quinta feira (12), Paço Municipal despertou a questão da ausência da principal empresa que vem questionando as irregularidades dos editais realizados pelo prefeito Angelo Guerreiro (PSDB), a Kurica Ambiental.

 

Desta vez a licitação foi dividida em duas partes, licitação para interessados em participarem na coleta de resíduos sólidos domiciliares que aconteceu pela manhã e contou com 11 empresas interessadas em levar a coleta e na parte da tarde a Licitação da Coleta de Resíduos de Saúde contou com apenas quatro empresas participantes, o qual o contrato emergencial que vigora vence agora no fim de abril.

 

Os representantes das empresas Ato, Bio, San Cristo e Simplistos participantes na licitação dos Resíduos de Saúde,  questionaram a ausência da presença física da empresa Kurica Ambiental que desde o primeiro Edital vem questionando as irregularidades presentes, e conseguiram as anulações  anteriores.

 

A reportagem procurou representantes da Kurica que explicaram o motivo da ausência na licitação feita na ultima semana, que causou estranheza e surpresa, afinal ela vem realizando inúmeras representações contra as irregularidades deste procedimento que há anos vem sendo feito por uma única empresa, a Financial.

 

A advogada da empresa Kurica Ambiental respondeu sobre a ausência nas duas licitações. “A Kurica ao ai anuir em um processo cheio de vícios e irregularidades, que corre risco de nova anulação” explicou a advogada Elisangela Areano Arduim.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix