Campo Grande/MS, Domingo, 22 de Janeiro de 2017 | 19:31
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quarta-Feira, 11 de Janeiro de 2017, 19h:15
Tamanho do texto A - A+

Profissionais da Santa Casa aderem a “Operação Tartaruga”

A cada 3 horas as atividades são paralisadas no Hospital

Flavia Andrade
Capital News

Deurico/Capital News

Foto da fachada da Santa Casa

Santa Casa

Com o pagamento da folha de dezembro em atraso, o atendimento hospitalar na Santa Casa de Campo Grande, sofre com a denominada “operação tartaruga” que foi aderida por muitos servidores, onde a cada 3 horas as atividades são paralisadas, dificultando os atendimentos básicos da Unidade.

“A justificativa do hospital é que a prefeitura não efetuou o repasse. Já em reunião, ontem pela manhã, representante da Secretaria Municipal de Saúde, enfatizou que a verba existe, no entanto destacou que o contrato entre a prefeitura e Associação Beneficente de Campo Grande ainda não foi renovado por isso o valor não foi encaminhado”, explica o diretor do Sinterms-MS (Sindicato dos Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares em Radiologia de Mato Grosso do Sul), José Silva Carrijo.

Segundo divulgado pelo prefeito Marquinhos Trad, após reunião com os dirigentes da unidade, foi confirmado que haverá o repasse a Santa Casa, para que possa ser efetuado o pagamento do salário dos servidores. 

Já o presidente da Siems, Lázaro Santana, em reunião nesta terça-feira (10), a direção da Santa Casa afirmou que a prefeitura se comprometeu a efetuar o pagamento, porém, “o movimento paredista continua, até recebermos de fato uma comprovação concreta de que os salários serão pagos”, finaliza presidente.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix