Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 13h:15
Tamanho do texto A - A+

Sesau realiza ações no Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial

Na capital, segundo o Vigitel (2017), cerca de 26,2% possuem diagnóstico de hipertensão.

Flavia Andrade
Capital News

Divulgação/PMCG

Sesau realiza ações no Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial

Na capital, segundo o Vigitel (2017), cerca de 26,2% possuem diagnóstico de hipertensão.

 

Nesta sexta-feira (26) é celebrado o Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial com o objetivo de mobilizar a sociedade para os cuidados de prevenção a doença que ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins. Para marcar a data, as unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF) prepararam diversas ações para alertar a população.

 

A doença ocorre quando a medida da pressão se mantém freqüentemente acima de 140 por 90 mmHg, sendo um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento de outras doenças como as cardiovasculares, Doença Arterial Coronariana (DAC), Doença Renal Crônica (DRC), Retinopatia Hipertensiva e Insuficiência Vascular Periférica.

 

Segundo o VIGITEL (2017), na Capital, cerca de 26,2% da população adulta possui diagnóstico de hipertensão, sendo que destes, aproximadamente 54 mil hipertensos estão cadastrados nas UBS/UBSF, unidades que oferecem serviços voltados a esse público durante todo o ano através do Programa de Hipertensão e Diabetes (HIPERDIA), com o objetivo de promover o acompanhamento, tratamento contínuo e o controle da pressão arterial e de fatores de risco associados, por meio da modificação do estilo de vida e/ou uso regular de medicamentos.

 

No ano passado, foram realizadas aproximadamente 122.394 consultas médicas e 26.140 consultas de enfermagem para pacientes hipertensos. No primeiro trimestre de 2019 já foram realizadas cerca de 42.900 consultas para este público na Atenção Básica.

 

Os usuários da Rede Municipal de Saúde com hipertensão têm acesso a medicamentos, apoio diagnóstico e laboratorial, tratamento de complicações, consulta com equipe multidisciplinar, incluindo o Núcleo Ampliado de Saúde da Família na Atenção Básica (NASF-AB) e outros serviços como encaminhamento para atendimento especializado e internação hospitalar, quando necessário, Pronto Atendimento de Urgência e Emergência e o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU).

 

Para que o hipertenso possa garantir o controle e prevenir complicações, além do acompanhamento multiprofissional e uso dos medicamentos disponíveis, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável, como:

 

Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;

 

Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;

 

Praticar atividade física regular;

 

Abandonar o tabagismo;

 

Moderar o consumo de álcool;

 

Evitar alimentos gordurosos;

 

Controlar o diabetes;

 

Aproveitar momentos de lazer.

 

Através do “Projeto Lazer e Saúde” onde são ofertadas práticas de atividades físicas, lazer, atividades educativas, inclusão social, promoção à saúde e prevenção de doenças. O projeto acontece de segunda a quinta-feira, após as 18 horas, no Parque Ayrton Senna com profissionais da Fundação Municipal do Esporte (FUNESP) e Secretaria Municipal de Saúde (SESAU).

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix