Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 26 de Maio de 2019, 11h:56
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

A idade ideal para que as crianças pratiquem corrida

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Correr é uma das atividades indicadas pelos nutricionistas e profissionais de educação física no começo da puberdade

Divulgação

ColunaBem-Estar

A corrida de rua se tornou um esporte muito apreciado por praticantes ao redor do Brasil. A paixão pela modalidade também pode influenciar crianças e adolescentes a correrem em provas amadoras ou competições profissionais. É nesse momento que os pais se questionam sobre os impactos e as contraindicações que os mais novos podem ter antes de realizar a atividade.

Diversas pesquisas já mostraram que as crianças possuem uma alta capacidade de correr longas distâncias - em alguns casos, até mais do que os adultos. Elas também podem se adaptar facilmente ao treino de resistência. Mas o fato de terem capacidade fisiológica suficiente para essas atividades não significa que elas devam realizá-las.

Desde quando as crianças aprendem a andar, as passadas e o movimento dos pés se tornam mais ágeis. As brincadeiras lúdicas, nesse estágio, passam a ser um grande divertimento e benéficas para a saúde física. Elas ainda ajudam a combater a obesidade infantil e outros problemas de saúde pública na infância. Portanto, incentivá-las a participar dessas atividades é fundamental.

Mas a prática de alta performance exige alguns cuidados: aqueles atletas de elite que começaram a treinar logo antes da puberdade são exceções. A indicação, na maioria dos casos, é incentivar e acompanhar os filhos a treinar para alguma competição específica só quando estiverem na pré-adolescência ou na adolescência, ou seja, entre 11 e 16 anos de idade.

Isso não quer dizer que crianças menores não possam correr longas distâncias sem nenhum efeito colateral proveniente da atividade. O ponto é que, na infância, as crianças estão mais suscetíveis a sofrer lesões e a ter prejuízos relacionados ao crescimento, à maturação precoce e ao desgaste psicológico. Questões relacionadas à pisada também são constantes entre os ortopedistas, e o mercado tentou solucionar o problema quando lançamentos como um tênis Puma infantil, por exemplo, tentaram suavizar o impacto dos pés sobre o solo.

Para atividades lúdicas, esportes que incluem a corrida como meio de chegar a um determinado objetivo, como o futebol ou o basquete, e brincadeiras com os amigos na rua ou na escola qualquer idade basta. O cuidado só deve ser redobrado com as crianças menores de 11 anos de idade e que pretendem participar de provas de corrida de longa distância.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix