Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2020, 12h:57
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Acupuntura veterinária pode melhorar a qualidade de vida dos animais

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Tratamento deve ser receitado por veterinário e não possui contraindicações nem efeitos colaterais

Divulgação

ColunaBem-Estar

A acupuntura é uma terapia oriental milenar que utiliza agulhas para puncionar pontos específicos do corpo com o objetivo de estimular o equilíbrio do organismo e restaurar a saúde. Cada vez mais popular entre as pessoas, a modalidade, que não apresenta contraindicações nem efeitos colaterais, também pode ser aplicada em animais para o tratamento de dores, doenças variadas e até câncer.

Entre as vantagens da acupuntura veterinária estão o fato de ser uma terapia pouco invasiva - as agulhas são finas e não causam dor - e estar liberada para aplicação em animais de todas as raças, portes e idades. Seus efeitos terapêuticos são resultado da estimulação de regiões conhecidas como acupontos, com grande concentração de terminações nervosas, por meio dos quais é possível acessar diretamente o sistema nervoso central.

De acordo com especialistas, esse braço da medicina tradicional chinesa pode trazer inúmeros benefícios para a saúde e para a qualidade de vida dos pets, entre eles: a melhora do fluxo sanguíneo, o alívio da dor, a melhora do sistema imunológico e a estimulação do estado de relaxamento. Reconhecida como ciência pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde de 2002, a acupuntura também é considerada Especialidade Médica Veterinária pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

O tratamento deve ser receitado por um profissional formado em medicina veterinária e com pós-graduação ou especialização em acupuntura, que o prescreverá como terapia única ou aliada a outros medicamentos e intervenções, a depender do diagnóstico. Algumas das enfermidades que podem ser tratadas com a ajuda das agulhas são: doenças musculares (miosites), ósseas (artrose, artrite, hérnia), neurológicas (paralisias, convulsões, AVCs) e do sistema gastrointestinal (gastrite e diarreia).

Além disso, a acupuntura também pode ser indicada em casos de recuperação pós-cirúrgica, problemas endócrinos, para reduzir os efeitos colaterais em animais que foram submetidos a quimioterapia, bem como em casos de depressão e ansiedade.

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix