Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quinta-Feira, 31 de Outubro de 2019, 12h:12
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Como escolher o melhor óculos de acordo com o problema ocular

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Cada lente e armação é voltada para uma necessidade médica ou estética

Divulgação

ColunaBem-Estar

São vários os fatores utilizados para se escolher um óculos de grau: design, conforto, formato do rosto, armação, entre outros. A moda normalmente costuma ditar algumas tendências, mas é indicado consultar um oftalmologista e decidir por aquele modelo que satisfaz suas necessidades médicas. Portanto, a opinião pessoal deve ser levada em conta, mas a profissional possui mais peso nestas situações.

Um dos aspectos mais importantes para quem tem algum distúrbio ocular são as lentes. Elas são desenvolvidas com o intuito de mudar a direção do raio de luz e, assim, corrigir o foco, proporcionando uma visão mais nítida para o consumidor e paciente. Com o avanço da tecnologia, surgiram uma série de lentes, produzidas a partir de diferentes materiais. As duas principais são as lentes inorgânicas ou minerais (vidro) e as lentes orgânicas (acrílico).

As de vidro foram as primeiras fabricadas e estão em desuso devido ao fato de quebrarem com mais facilidade e serem mais espessas. Já as orgânicas são leves e possuem maior durabilidade. Neste caso, os materiais mais utilizados são policarbonato (leve e indicado para óculos infantis) e trivex (ainda mais leve do que a lente de policarbonato).

Ainda no grupo das lentes, existem as monofocais, bifocais e multifocais, cada uma voltada para a correção de um problema ocular. A lente monofocal corrige a dificuldade de ver objetos próximos ou que estão distantes; a bifocal é utilizada em pacientes com presbiopia e tem uma lente para perto e outra para longe; e a multifocal, conta com a progressão dos graus em uma mesma lente.

Depois de saber desses detalhes, é importante se ater à armação de óculos. Existem vários modelos e materiais utilizados, mas é importante levar em conta tanto o formato do seu rosto como a resistência de cada uma delas e o conforto de cada modelo.

Em relação aos materiais, as armações de acetato são as mais usadas, com grande flexibilidade e resistência. Mas as siliconadas também são indicadas para óculos infantis, por serem maleáveis. Também verifique se o formato do seu rosto se adequa com uma determinada armação ou se ela não fica apertada ou folgada.

 

Os modelos de óculos presentes no mercado também possuem uma série de outras funcionalidades opcionais. Algumas delas são o recurso do antirreflexo, que evita a incidência dos reflexos do sol, e a função antiestática, que impede o acúmulo de poeira. Com essas recomendações, será mais fácil escolher o óculos de grau mais indicado para suas necessidades. Mas é sempre fundamental consultar um médico especialista.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix