Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 24 de Novembro de 2019, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Dicas importantes na hora de decorar um ambiente maximalista

Por Letícia Emori

Da coluna Casa e Decoração
Artigo de responsabilidade do autor

Tendência democratiza a moda para os diversos ambientes da casa, unindo diferentes épocas e estilos

Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Combinações contrastantes, diferentes estampas juntas, estilos que se unem… Tudo isso bate de frente com a moda do minimalismo, presente principalmente na estética escandinava, em que os tons devem ser neutros e quanto menos coisas no ambiente, melhor.

Arquitetos, designers e decoradores possuem mais do que um feeling para criar ambientes especiais unindo todos esses elementos, afinal, eles possuem toda a bagagem teórica e sua experiência para fazer isso. Porém, como garantir que uma pessoa comum consiga o mesmo efeito?

Se você é um fã desse estilo, conhecido como maximalista, temos algumas dicas para que você decore diferentes ambientes sem medo!

Escolha um tom para sobressair
Ainda que o maximalismo conte com diferentes cores e tonalidades, incluindo as combinações incomuns de cores, vale a pena escolher um tom específico para ser o principal da decoração.

Assim, você aposta em uma mesma saturação, trazendo o caráter ousado desse estilo, sem exagerar. Por isso, pense em objetos que tenham a mesma nuance de cor ou que ao menos sejam da mesma família. As estampas e textura irão se sobressair, mas sem ofuscar nenhum canto. O “tom sobre tom” também pode ser uma dica valiosa para quem deseja seguir por esse caminho.

Camadas diferentes
No ambiente maximalista, algumas regras que se aplicam a outros tipos de decoração podem ser deixadas de lado. A ideia é que itens podem estar sobrepostos, ainda que todos eles sejam bastante “chamativos”.

Portanto, um papel de parede com textura pode acompanhar cortinas mais densas, além de uma peça de tapeçaria. A principal dica aqui é experimentar como tudo isso fica junto, até que você encontre a mistura que fique mais agradável para você.

Proporções diferentes
O uso de itens em proporções diferentes também é um “problema” que deixa de existir quando falamos em maximalismo. Ao escolher uma mesa de jantar, por exemplo, não é necessário que todas as cadeiras sigam o mesmo tamanho ou estilo, porque isso pode ser todo o diferencial dessa decoração.

Estampas pequenas também podem estar ao lado de estampas maiores, que chamam maior atenção de quem entra no ambiente. Assim como tecidos mais finos usados próximos de tecidos mais grossos.

E essa “regra” pode ser aplicada também aos pequenos detalhes da decoração, uma vez que até uma lanterna pode fazer parte dos itens, seja pelo modelo, a cor ou seu tamanho.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix