Campo Grande/MS, Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sábado, 22 de Agosto de 2020, 11h:32
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Dados do IR mostram que os maiores salários pertencem a funcionários públicos

Por Débora Ramos

Da coluna Educação e Carreira
Artigo de responsabilidade do autor

Cinco primeiras colocações do ranking de maiores remunerações pertencem à elite do funcionalismo público e acumulam juntas, por mês, mais de R$ 200 mil

Divulgação

ColunaEducaçãoECarreira

Dados do Imposto de Renda de 2019 revelam que donos de cartório, ocupantes de cargos de alta hierarquia do funcionalismo público nacional e médicos são os profissionais mais bem remunerados do país. Os números demonstram também que mais da metade da população recebe menos do que seria a média nacional se a renda do Brasil fosse distribuída igualitariamente.


As informações fazem referência aos 30,2 milhões de brasileiros que declararam o IR (Imposto de Renda) no ano passado, informando o quanto ganharam em 2018, e estão registrados no relatório "Grandes Números das Declarações do Imposto de Renda das Pessoas Físicas".


Os rendimentos divulgados são uma média calculada pela divisão da soma dos salários  pelo número de declarantes daquele grupo de trabalhadores. No site da Receita havia 135 opções de categorias trabalhistas para que os cidadão pudessem selecionar em qual se encaixam, e a média salarial de todas elas foi obtida a partir do mesmo cálculo.


Média de renda brasileira
Se somados os valores de todas as rendas declaradas e divididos pelo número de contribuintes das 135 profissões, o valor médio de renda anual chegaria a R$ 102,3 mil – equivalente a um salário de R$ 8,528 por mês para todos os trabalhadores.


Apenas 59 profissões (43% dos declarantes) ganham acima dessa média de remuneração mensal, enquanto os outros 79 cargos (56%) recebem abaixo disso.


Cargos com maior renda média mensal
As profissões com maior renda média no ano de 2018 abrangem os donos de cartório, a elite do funcionalismo público e os formados na faculdade de Direito que também prestam serviços ao governo como advogados e consultores. Eles ocupam os primeiros cinco lugares da lista de melhores salários. Sendo eles: Titulares de Cartório (R$ 103.141 mensais); Membro do Ministério Púbico (R$ 53.493); Membro do Poder Judiciário e Tribunal de Contas (R$ 51.773); Diplomata e afins (R$ 39.571); e Advogado do Setor Público e Consultor Jurídico (R$ 30.884)


Quanto aos titulares de cartório, que ocupam a primeira posição do ranking, a renda mensal pode ser distorcida, porque é declarada a renda bruta do estabelecimento, sem descontar os custos de funcionamento. Portanto, o valor não representa o lucro do titular.


A primeira ocupação que não participa necessariamente do serviço público são os médicos, que ocupam o sexto lugar entre os melhores rendimentos. Ele têm renda média declarada de R$ 30.525,78 – valor pouco abaixo dos advogados e consultores jurídicos na posição anterior.


Profissionais com menos média salarial
As menores rendas são equivalentes a menos de 10% da média salarial das cinco primeiras posições da lista. Os cargos com menor remuneração são trabalhadores de serviços de administração e manutenção de edifícios (R$ 3.120); trabalhadores de serviços domésticos em geral (R$ 3.186); Operadores de Máquina agropecuária e florestal (R$ 3.685); trabalhadores de hotelaria e alimentação (R$ 3.871); e Corretores e Administradores de imóveis (R$ 3.920).


É válido ressaltar que os valores são referentes a brasileiros que declaram Imposto de Renda. Há o caso de trabalhadores que não declaram imposto de renda por ganharem abaixo do valor mínimo exigido para declaração, que é R$ 28.559,70 anual – cerca de R$ 2.379,00 mensais.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix