Campo Grande/MS, Sábado, 11 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 21 de Junho de 2020, 11h:11
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Home office: como as empresas podem ajudar os funcionários

Por Débora Ramos

Da coluna Educação e Carreira
Artigo de responsabilidade do autor

Confira, na prática, como melhorar a experiência dos colaboradores durante o trabalho remoto

Divulgação

ColunaEducaçãoECarreira

No início do primeiro semestre deste ano, o país foi atingido de repente por uma crise, devido à pandemia de COVID-19. Com isso, milhares de empresas tiveram de fechar as portas temporariamente e adaptar rapidamente a sua rotina, adotando soluções digitais para não interromper as atividades.

Organizações que já eram acostumadas com o home office durante dias alternados ou em ocasiões pontuais, ou mesmo aquelas que nunca haviam experimentado este formato, tiveram de implementar o método como nunca tinham imaginado para se manterem ativas.

No entanto, com a quarentena já no terceiro mês consecutivo no Brasil, há desafios a serem enfrentados: cuidar, principalmente, do bem-estar das pessoas à distância e desenvolver estratégias para manter a produtividade e o engajamento.

Para ajudar empresas a implementar soluções que melhoram na prática a experiência e a acomodação dos colaboradores, fortalecendo o Employer Branding durante o isolamento social, listamos algumas alternativas. Confira!

Comunicação
A parte mais importante na gestão de pessoas, principalmente, durante este período de trabalho remoto é manter a comunicação constante e transparente. Preservar todos os colaboradores em sinergia e informar sobre quais as ações adotadas para enfrentar a crise ajuda a conservar um clima positivo, a união, a confiança na empresa e restabelece a segurança dos funcionários neste momento de incertezas.
   
Os líderes, o SEO e o time de RH devem acompanhar se alguém da equipe apresenta sintomas de tristeza, ansiedade ou baixo rendimento e desenvolver estratégias mais direcionadas para a resolução do caso, como, por exemplo, afastar temporariamente de forma remunerada ou disponibilizar acompanhamento psicológico.

Além disso, promover happy hours virtuais para entreter e dividir as notícias positivas da empresa é uma excelente dica para manter, pelo menos, um certo nível de normalidade e levantar o ânimo.  

Cuidado com a saúde mental
Quem não está acostumado com o home office pode se sentir desmotivado, ter o seu rendimento comprometido, desenvolver ou agravar uma compulsão alimentar, se tornar sedentário ou apresentar outros sentimentos negativos, desencadeados pela reclusão social.

Para cuidar dessas pessoas da forma adequada, as empresas devem oferecer auxílio profissional, com psicólogos, terapeutas e nutricionistas, e disponibilizar dias e horários dentro do horário do expediente para que os funcionários usufruem dos recursos.

Equipamentos
Muitas pessoas foram pegas de surpresa e tiveram de se adaptar e se acomodar de última hora, sem planejar ou ter um espaço adequado para trabalhar em casa. É importante que as empresas estejam à frente nestas situações, para oferecer respaldo e alternativas.  Disponibilize e entregue notebooks, celulares corporativos, pertences pessoais, materiais essenciais e cadeiras do escritório na casa dos funcionários.

Treinamento e capacitação
Para manter a curva de aprendizado e desenvolvimento em constante crescimento e com o máximo aproveitamento dos colaboradores, muitas empresas investem em capacitação, por meio de treinamentos, workshops, painéis, debates e pesquisas, que podem ser realizados através de videoconferências, por exemplo. Mesmo durante este período de isolamento, faz diferença continuar capacitando as pessoas e mantê-las atualizadas sobre os assuntos que permeiam o seu dia a dia no trabalho.

Arcar com os custos
Ao trabalhar em casa, as pessoas tendem a consumir mais rapidamente sua capacidade de internet, e isso pode acarretar em problemas como lentidão e desconexão. Para não comprometer a qualidade do trabalho, das reuniões virtuais e os prazos de entregas, uma das opções é pagar a internet dos colaboradores. Para resolver rapidamente eventuais problemas com a conexão, é primordial ter uma equipe de suporte técnico para atender virtual ou presencialmente os funcionários.
Além disso, é importante avaliar a possibilidade de fornecer um cartão ou benefício adicional com valor limitado, para cobrir custos como contas de telefone, celular, compra de headphone, roteador, equipamentos e móveis que sejam essenciais para executar as tarefas.

Ginásticas laborais
Ficar muito tempo em casa pode levar a outro cenário: o sedentarismo. A dica é montar equipes misturando pessoas de diferentes departamentos e promover durante o expediente ginásticas laborais, para incentivar hábitos saudáveis e integrar pessoas que têm pouco contato.

Integração de novos funcionários
Caso pretenda ampliar o quadro de funcionários, realize o processo de recrutamento e seleção totalmente online. Após a contratação, desenvolva uma estratégia de integração na empresa, como, por exemplo, entregar na casa do novo colaborador um kit de boas-vindas com os equipamentos necessários para o trabalho, fazer uma apresentação sobre a empresa e aplicar treinamentos virtualmente.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix