Campo Grande/MS, Domingo, 19 de Setembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 14 de Setembro de 2021, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Ao discursar em SP, Mandetta fala sobre “mentiras” de Bolsonaro: veja o vídeo

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Reprodução de vídeo

ColunaMarcoEusébio

Mandetta durante discurso em manifestação contra Jair Bolsonaro na Av. Paulista

Ao discursar em manifestação contra Jair Bolsonaro neste domingo na Avenida Paulista, em São Paulo, Luiz Henrique Mandetta contou que, quando era ministro da Saúde e a pandemia de covid chegou ao Brasil, alertou o presidente de que a situação era grave, mas a resposta foi de que o que importava era a economia. "Quando chegou a doença, eu levei [a situação] ao presidente e disse: A situação é grave. Essa doença é contagiosa. Ele olha e diz: Bolsonaro respondeu: 'Mas só vai morrer quem tem que morrer'. Ele olha e diz: 'Essa doença não pode parar a economia'." Mandetta também citou  citar uma série de episódios em que, segundo ele, o presidente "mentiu" e tentou fazer também com que ele mentisse defendendo remédios ineficazes contra a doença. Veja o vídeo.

 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Mandetta (@mandetta)

 

• • • • •

 

Protestos 'Nem Bolsonaro, nem Lula' são esvaziados com divisão da oposição

Fotos Twitter Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Manifestação em SP contou com Mandetta e Simone, 'presidenciáveis de MS'

Além de João Doria (PSDB-SP), anfitrião, a manifestação contra Jair Bolsonaro neste domingo em São Paulo, primeira depois do 7 de setembro, reuniu outros "presidenciáveis" na Avenida Paulista como os sul-mato-grossense Luiz Henrique Mandetta (DEM), ex-ministro da Saúde, e a senadora Simone Tebet (MDB), além de Ciro Gomes (PDT). Porém, como em outras cidades, o público ficou aquém do esperado, o que a imprensa nacional atribui à divisão da oposição já que os protestos convocados pelos movimentos Vem Pra Rua, MBL e Livres, que defendem uma terceira via nas eleições presidenciais do ano que vem, tinham o mote "Nem Bolsonaro, nem Lula". Isso afastou o PT, sindicatos e outros partidos que apoiam Lula.

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix