Campo Grande/MS, Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

“Com Rose no partido, tô fora” diz Bernal

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Fotos Reprodução/Arquivo

ColunaMarcoEusébio

Se Rose Modesto confirmar filiação no Progressistas, Alcides Bernal garante que deixa o partido

Depois de ler aqui a notícia de que a deputada federal Rose Modesto (PSDB) poderá vir a comandar o Progressistas (ex-PP) em Mato Grosso do Sul e sair candidata à Prefeitura de Campo Grande, caso se filie no partido, o ex-prefeito Alcides Bernal disse ao Blog que deixará a sigla se isso realmente acontecer. "Com Rose no partido, sinceramente... tô fora. Não sou de conviver com gente hipócrita e que tem assinatura do Olarte. Gente da pior espécie", disparou Bernal, que disse rejeitar a articulação dos deputados estaduais Evander Vendramini, Gerson Claro e o vereador Cazuza para o ingresso da tucana a quem acusa de ter se aliado ao seu ex-vice-prefeito Gilmar Olarte no que chama de "golpe" contra sua administração. Ouça abaixo a declaração do ex-prefeito.

 

• • • • •

 

Progressistas esperam filiação de Rose e Ovando, de olho na Prefeitura da Capital

Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Cazuza, Ciro Nogueira, Evander, Ricardo Barros e Gerson Claro durante encontro em Brasília

Sem espaço para disputar a Prefeitura de Campo Grande no PSDB que, sob comando do governador Reinaldo Azambuja deve apoiar a reeleição do prefeito Marquinhos Trad (PSD), a deputada federal Rose Modesto poderá vir a sair candidata pelo Progressistas (ex-PP). A direção nacional do partido espera para este mês a definição da tucana e do também deputado federal Luiz Ovando, que está descontente no PSL sob comando regional da senadora Soraya Thronicke. Foi o que afirmou o presidente nacional do Progresistas, senador Ciro Nogueira (PI), aos deputados estaduais Evander Vendramini e Gerson Claro e ao vereador Cazuza, que estiveram em Brasília nesta semana para buscar uma definição sobre o comando da sigla no estado, vago desde que o ex-prefeito Alcides Bernal deixou a presidência. Também participaram do encontro, o tesoureiro nacional da sigla, deputado federal Ricardo Barros (PR) e o secretário nacional Aldo Rosa. Caso as filiações não sejam possíveis devido ao risco de perda de mandato sem janela partidária, Evander, que está no comando interino da sigla, deve ser oficializado presidente, e Bernal poderá voltar a ser a opção da sigla para a prefeitura.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix