Campo Grande/MS, Terça-Feira, 02 de Março de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Conciliador, Baleia fala em MS que impeachment não deve estar na pauta

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

MDB-MS

ColunaMarcoEusébio

Baleia Rossi e Simone Tebet: candidatos do MDB no Congresso em reunião hoje em MS

O candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (MDB-SP), disse em tom conciliador ontem em Campo Grande que o impeachment não deve estar na pauta de nenhum candidato à presidência da Casa. Mais cedo, Baleia recebeu de representantes locais de partidos da oposição solicitação para que, caso seja eleito, paute na Câmara pedido de impeachment de Jair Bolsonaro feito à Casa pelo PT, PDT, PCdoB, PSB e Rede que acusam o presidente de negligência no combate à covid-19 no Brasil; e ficou de analisar (leia aqui). Sobre o colapso sanitário em Manaus, Baleia Rossi afirmou: "Mais do que encontrar erros, acho que temos de encontrar soluções. Sou a favor que o Congresso volte a trabalhar. Tivemos um caos total no Amazonas. Se não tivermos ação específica de todos os entes da federação, poderemos ter caos em outros estados".

VOTOS EM MS – Junto com a senadora Simone Tebet, que é candidata do MDB à Presidência do Senado, Baleia, que é presidente nacional da sigla, defenderam hoje em Campo Grande a independência do Congresso em reuniões com correligionários locais e lideranças de outros partidos. Baleia veio a Campo Grande pedir votos aos deputados federais de MS disse que conversou com cinco dos oito parlamentares e falou ao telefone com outro deputado, que já aderiu à sua candidatura. Baleia e Simone também se encontraram com o prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD) e com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). "O parlamento em qualquer esfera que tenha independência para trabalhar, ajuda muito mais o município e o estado se tiver autonomia", disse o deputado.

 

• • • • •

 

Em MS, opositores pedem a Baleia Rossi que paute impeachment de Bolsonaro

Giovanni Colleti, da Assessoria

ColunaMarcoEusébio

Baleia Rossi recebeu documento de grupo liderado pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT)

Em Campo Grande, lideranças locais de sete partidos que fazem oposição ao governo federal – PT, PCdoB, PSB, PDT e Rede – acompanhadas do deputado estadual Pedro Kemp (PT) entregaram ontem em reunião na sede estadual do MDB ao deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) uma carta aberta em que pedem a ele que, caso seja eleito presidente da Câmara, paute de imediato pedido de impeachment de Jair Bolsonaro por "crimes de responsabilidade no enfrentamento da pandemia" de covid-19, alegando omissão do presidente no "cumprimento de preceitos" da legislação nacional. Além dos partidos, subscrevem o documento entidades civis, sindicatos e movimentos sociais do grupo de autodenomina "Frente Fora Bolsonaro Mato Grosso do Sul", que no domingo promoveu uma carreata local pelo o impeachment do presidente. Baleia Rossi está na cidade em busca de apoio político e de votos na disputa pelo comando da Câmara contra o deputado Arthur Lira (PP-AL), apoiado pelo Planalto.

Aós o encontro com Baleia Rossi, Kemp afirmou: "Nós entendemos que estamos vivendo uma grave crise sanitária, política,  social e econômica no país, muito em função da falta de responsabilidade do governo federal, pricipalmente frente a pandemia. O presidente incentiva o desrespeito às medidas sanitárias, desacredita a ciência, desdenha da importância da vacina e não atua, como no caso de Manaus, para evitar as tragédias que estamos vivendo, sendo o principal  responsável pelas mais de 210 mil mortes. Por isso, e por diversos ataques que faz à constituição,  às instituições e à democracia, entendemos que a Câmara dos Deputados deve abrir o processo de impeachment contra o presidente da República."

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix