Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 13 de Outubro de 2020, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Detran registra recorde de teor alcoólico em motociclista preso em Campo Grande

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Detran-MS

ColunaMarcoEusébio

Teor alcoólico de 1,11 é quase três vezes e meia maior do que os 0,34 mg/L considerados crime de trânsito

Um homem de 41 anos, sem habilitação, foi preso conduzindo uma potente motocicleta de 300cc durante blitz da Lei Seca em Campo Grande neste feriadão, após apresentar teor alcoólico de 1.11mg/L no bafômetro. O flagrante ocorreu ontem na altura do número 3.026 da Avenida Gury Marques, saída para SP. "Ele estava com sinais visíveis de embriaguez, cambaleante e falante. Foi o maior índice de álcool no sangue já constatado por nossas equipes de fiscalização", disse ao Blog o diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade. A lei considera infração administrativa de 0,04mg/L a 0,33mg/L de concentração de álcool no sangue, o que dá multa de R$ 2.924,70 e suspensão da CNH. Acima de 0,34 mg/L é crime de trânsito e o condutor é preso em flagrante. No caso de ontem, o homem foi levado à delegacia, que fixou fiança de quatro salários mínimos, e a moto recolhida ao pátio do Detran. O artigo 306 do CTB diz que conduzir veículo com a capacidade psicomotora alterada devido ao consumo de álcool ou outras substâncias de efeitos similares é crime passível de seis meses a três anos de detenção, cassação da CNH e até proibição de se habilitar novamente. Nesses casos, o juiz define o tempo de pena e o regime, avaliando o histórico do ondutor e outras circunstâncias.

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix