Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quarta-Feira, 27 de Maio de 2020, 15h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Governo impõe quarentena e Mandetta terá de ficar seis meses sem trabalhar

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

ColunaMarcoEusébio

Mandetta não gostou de ser o primeiro ex-ministro da Saúde a ter de cumprir quarentena

A Comissão de Ética da Presidência da República determinou ontem que o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deve aguardar seis meses em quarentena remunerada antes de exercer qualquer atividade no setor privado. A decisão foi tomada em resposta a uma consulta de Mandetta ao Planalto, querendo saber se poderia atuar na área da saúde ou em organizações privadas. Sem poder voltar a trabalhar nesse período, o médico continuará recebendo o salário de cerca de R$ 31 mil que tinha quando era ministro. "Não é vantagem para ele, porque na área privada ganharia mais. Mas ele tem informações privilegiadas na área de saúde, e não poderia atuar no setor privado", disse ao jornal O Globo o presidente da comissão, Paulo Henrique dos Santos Lucon. À revista Veja, Mandetta afirmou que ficou "abismado e perplexo" com a decisão já que essa quarentena nunca foi exigida de outros ex-ministros da Saúde.

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix