Campo Grande/MS, Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 14 de Julho de 2019, 11h:18
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

O adeus ao Fusca

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Fotos Divulgação

ColunaMarcoEusébio

Funcionários na despedida ao 'Beetle Final Edition' na fábrica da Volkswagen em Puebla, no México

A Volkswagen encerrou a produção de seus últimos Fuscas na quarta (10) em sua fábrica na cidade mexicana de Puebla, única que ainda produzia o News Beetle. Os últimos 65 modelos do "Beetle Final Edition" serão vendidos no México apenas pela internet por US$ 21 mil, encerrando uma história de mais de 80 anos do modelo mais popular desde a invenção do automóvel. A história do carrinho surgiu na década de 30, na Alemanha nazista, quando o ditador Adolf Hitler encomendou a Ferdinand Porsche "o carro do povo" (volkswagen, em alemão). A produção teve de ser interrompida durante a 2ª Guerra e voltou depois do conflito. Em 1949 estreou na América do Norte e em 1968 a série de filmes Se meu Fusca Falasse acelerou o sucesso. O modelo se tornou um dos carros mais vendidos do mundo. Estima-se que mais de 21 milhões de unidades tenham sido vendidas ao longo da história. "É impossível imaginar onde a Volkswagen estaria sem o Fusca", disse o presidente e CEO da empresa nos EUA, Scott Keogh. No Twitter, a Volkswagem do México postou imagens e vídeos da despedida do Fusca.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix