Campo Grande/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 09 de Junho de 2019, 09h:11
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Patroa branca denuncia empregada à polícia por injúria racial em São Paulo

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Facebook Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Ana Luiza Ferraz disse ter sido chamada de 'cachorra do sul' por ter negado empréstimo à ex-empregada

Loira e de pele clara, a veterinária Ana Luiza Ferraz, de 32 anos, registrou queixa na Polícia Civil em São Paulo contra uma empregada doméstica por injúria racial que a teria chamado de "encardida do sul" e "cachorra do sul" em áudio enviado ao marido dela por engano, informa a Folha de S.Paulo. A empregada, de 55 anos, também é branca, e estaria chateada com a patroa porque ela lhe negou um empréstimo. Após o episódio, a mulher foi demitida e passou a enviar áudios com ofensas. A patroa é natural do Paraná, por isso, há a referência ao "sul" nas mensagens. O delegado Rubens Barazal disse à Folha desconher caso semelhante. "A grande maioria dos casos que acontece, que a gente tem notícia, envolve a raça negra. Mas nada impede que um japonês, ou indiano, enfim, também seja vítima desse tipo de comportamento discrimina tório", afirmou. Caso seja condenada, a mulher pode pegar de um a três anos de prisão, além de ter que pagar multa. O inquérito está sob responsabilidade da 23ª Delegacia de Perdizes.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix