Campo Grande/MS, Domingo, 15 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019, 15h:34
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Preço da carne cada vez mais salgado

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Ilustração Reprodução

ColunaMarcoEusébio

Empresários do setor atribuem elevação de preços à estiagem e exportação para a China

Os preços da carne bovina para o consumidor subiram pelo menos 30% nos últimos 30 dias em Campo Grande e nada sugere que devam baixar, prometendo deixar as ceias mais caras neste fim de ano. O quilo do coxão mole encontrado a R$ 20 há um mês, hoje custa em média R$ 30. Cortes mais nobres, como a picanha, chegam a ter variação superior a 80% nos preços conforme o jornal Correio do Estado que encontrou o quilo a R$ 39,90 ontem em um supermercado e a R$ 71,98 em um açougue da cidade. Empresários do setor atribuem a alta dos preços ao período de entressafra associado ao aumento de exportações de carne para o gigante mercado da China. "Se a gente for calcular os impactos na formação do preço da arroba e, consequentemente, do aumento da carne para o consumidor, a exportação para a China representaria uns 30%. Os outros 70%, por causa da baixa oferta de animais, principalmente por conta do período de estiagem" disse ao jornal o presidente da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne (Assocarnes-MS), Sérgio Capuci.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix