Campo Grande/MS, Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Terça-Feira, 11 de Junho de 2019, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Recomendação para afastar Moro e Deltan é “precipitada”, diz presidente da OAB-MS

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Gerson Walber/OAB-MS

ColunaMarcoEusébio

Para Mansour, recomendação da OAB nacional pelo afastamento de Moro e Dallagnol é 'precipitada'

O presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul (OAB-MS), Mansour Karmouche, disse ontem ao Blog que considera precipitada a recomendação do Conselho Federal da OAB para que o ministro Sérgio Moro (Justiça) e o procurador da Lava Jato de Curitiba Daltan Dallagnol se afastem dos cargos, para que seja apurado o caso das conversas deles por celular que obtidas de forma ilegal e vazadas no domingo (09) pelo site Intercept. Embora a OAB nacional diga em nota (leia aqui) ter apoio das seccionais, Mansour afirmou ao Blog entender "que essa deliberação é muito precipitada", pois "não considerou nenhum tipo de prova além daquelas que foram divulgadas na mídia, que a gente não sabe em qual contexto foram utilizadas, não viu nem avaliou esse tipo de conjunto probatório". "Eu acho muito precipitado qualquer tipo de pedido de afastamento, como foi feito. Eu aguardaria mais elucidação sobre esses fatos, muito embora não se negue que eles houveram, mas não se sabe exatamente em qual extensão está se tratando". Ouça as declarações de Mansour ao Blog.

 

• • • • •

 

Mourão sobre conversas vazadas de Moro: 'Conversa privada é conversa privada'

Reprodução de vídeo

ColunaMarcoEusébio

Hamilton Mourão à imprensa: 'o ministro Moro é um cara da mais ilibada confiança do presidente'

Questionado sobre o vazamento de conversas trocadas por celular entre Sérgio Moro, na época em que o atual ministro era juiz em Curitiba, e o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol, o vice-presidente Hamilton Mourão respondeu ontem à imprensa: "Conversa privada é conversa privada, né? E, descontextualizada, ela traz qualquer número de ilações. Então o ministro Moro é um cara da mais ilibada confiança do presidente, é uma pessoa que, dentro do país, tem um respeito de enorme da população, haja vistas aí as pesquisas de opinião que dão a popularidade dele. E em relação aos processos ocorridos na Lava Jato, todos eles passaram em primeira, segunda e uns outros já chegaram na terceira instância". Veja o vídeo.

 

• • • • •

 

Petistas de MS defendem Lula livre e nova eleição após conversas de Moro e Dallagnol

Luciana Nassar/ALMS

ColunaMarcoEusébio

Deputados petistas Pedro Kemp e Cabo Almi enxergam trama de Moro e Dallagnol para impedir PT de voltar ao poder

Deputados estaduais do PT de Mato Grosso do Sul defendem liberdade para Lula e anulação das eleições presidenciais, depois da divulgação de conversas de Sérgio Moro com o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol, da época em que o atual ministro da Justiça era juiz em Curitiba. "Depois das revelações bombásticas da trama Moro-Dallagnol, alguém tem dúvidas de que Lula é preso político?", escreveu no Twitter o deputado Pedro Kemp. Ao site Midiamax, de Campo Grande, o deputado Cabo Almi disse que as conversas revelam que houve uma interferência do Judiciário e do Ministério Público para impedir que Lula participasse das eleições em 2018. "“Acho que alguém deve entrar com pedido de impeachment desse Bolsonaro, de afastamento do Moro do Ministério da Justiça, para que de fato a gente continue em um país livre e soberano, em que a vontade democrática seja respeitada. O que não foi feito nas eleições passadas. E o Supremo tem que colocar o Lula em liberdade o mais rápido possível", afirmou Almi.

 

 

   Leia a coluna de hoje clicando aqui em Marco Eusébio in Blog

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix