Campo Grande/MS, Domingo, 17 de Outubro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021, 07h:29
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Zé Pretim, o “Bluesman Pantaneiro”, é encontrado morto em casa, em Campo Grande

Por Marco Eusébio

Da coluna Entrelinhas da Notícia
Artigo de responsabilidade do autor

Reprodução de vídeo

ColunaMarcoEusébio

Zé Pretim, cantando Asa Branca em ritmo de blues, no programa Raul Gil do SBT

A música de Mato Grosso do Sul perdeu mais um grande talento. Foi encontrado morto ontem no apartamento onde morava no condomínio São Jorge da Lagoa, em Campo Grande, o cantor José Geraldo Rodrigues, o Zé Pretim, o "Bluesman Pantaneiro", que partiu aos 67 anos. Como estava sumido há pelo menos dois dias, a síndica Karla Ariane pediu à vizinha Elizangela Elias que entrasse no apartamento do músico por uma janela aberta e ela o encontrou caído, conforme contou ao G1 MS. Elas chamaram o Samu e a Polícia Militar que levaram o corpo ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), que vai averiguar a causa da morte. Elizangela disse que o cantor sofria de diabetes, estava debilitado e tinha uma cirurgia de catarata agendada para hoje no Hospital São Julião. Zé Pretim, que ouvi várias vezes cantando no antigo bar Madá, entoava clássicos do sertanejo como Chico Mineiro, Asa Branca e outros, em ritmo de blues. Minheiro de Inhampim, veio para Campo Grande no início dos anos 70. Embora fosse um dos maiores nomes do blues nacional, companheiros músicos contam que nunca soube administrar a carreira e não amealhou grande patrimônio. Veja abaxo o vídeo do Zé Pretim cantando Asa Branca no programa do Raul Gil.

 

 

LEIA A COLUNA DE HOJE CLICANDO AQUI EM MARCO EUSÉBIO IN BLOG

 

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix