Campo Grande/MS, Domingo, 19 de Setembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 05 de Setembro de 2021, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Aumenta a procura por passagens para países abertos aos vacinados

Por Raphael Granucci

Da coluna Viagens
Artigo de responsabilidade do autor

É importante se informar quanto aos requisitos de cada destino antes de planejar próxima viagem

iStock

ColunaViagens

Com a vacinação avançando, muitos países já abriram suas fronteiras para os vacinados. Para o Brasil, pelas condições ainda delicadas do coronavírus no país, a lista de quem aceita os brasileiros ainda é restrita. Porém, aos poucos, diversos deles vão autorizando a entrada de brasileiros totalmente vacinados com imunizantes aprovados pelo país de destino. É preciso ter atenção na hora de escolher o destino, para que a viagem não acabe em uma grande dor de cabeça.


É essencial verificar os requisitos de entrada de cada país antes mesmo de comprar a passagem, para que as férias não acabem em problema. Há diversos países que aceitam brasileiros imunizados, mas é preciso verificar os tipos de imunizantes aceitos. Para outros destinos, os testes para Covid-19 são obrigatórios e também variam quais são aceitos e o prazo em que estes devem ter sido executados.


De acordo com a KAYAK, plataforma de busca de viagens, houve aumento na busca por voos internacionais como Aruba e Curaçao, no Caribe; Suíça e França, na Europa; e Canadá, na América do Norte. Canadá e França, por exemplo, comunicaram que aceitariam viajantes brasileiros, desde que com a imunização completa da Pfizer, AstraZeneca, Janssen ou Moderna. A Suíça, por sua vez, aceita também imunizados pela Coronavac. Já Curaçao demanda exame PCR negativo dos brasileiros, feito até 72 horas antes do voo, ou de antígeno, com prazo máximo de 24 horas anteriores ao horário de partida.


Para quem quer viajar mais perto, para outros países da América do Sul, é necessário também verificar os requisitos de entrada. No Paraguai, os brasileiros devem apresentar teste negativo para Covid-19 e ainda cumprir quarentena de sete dias, por conta da variante Delta. O Equador também impõe quarentena obrigatória e teste negativo. Argentina e Uruguai continuam com as fronteiras fechadas para os brasileiros.


É possível usar um seguro viagem para se resguardar de eventuais imprevistos. Também recomenda-se que os viajantes portem cópias do documento de identificação, em caso de perda do original. Para a América do Sul, é possível usar somente o RG para viajar, com expedição de, no máximo, dez anos. Ao mesmo tempo em que os países vão vacinando suas populações, a variante Delta vai se espalhando pelo mundo e tem gerado novos alarmes. Assim, é indispensável buscar informação atual sobre cada um dos destinos antes de planejar a viagem, já que as regras têm mudado com certa frequência.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix