Campo Grande/MS, Domingo, 19 de Janeiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 12 de Janeiro de 2020, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Museu do Prado, em Madri, comemora 200 anos

Por Raphael Granucci

Da coluna Viagens
Artigo de responsabilidade do autor

Com extenso e importante acervo, o local é o museu mais visitado da Espanha

Divulgação

ColunaViagens

Com três andares e ampliação do renomado arquiteto Rafael Moneo, o Museu do Prado é considerado o museu mais importante da Espanha, além de ser o 9º museu mais visitado do mundo. A reputação não é por menos. O imponente acervo conta com mais de 16 mil peças de arte, sendo que parte delas fica armazenada, permitindo uma grande rotação de obras, assim como uma experiência única a cada visita.

O Museu do Prado foi inaugurado em 19 de novembro de 1819, tendo recentemente completado 200 anos. Em sua inauguração, contava com cerca de 311 obras de arte, todas elas de autores espanhóis. Na entrada, há uma estátua do pintor Diego Velázquez, tendo a maior parte de seus quadros localizada no museu, incluindo As Meninas, obra icônica  e enigmática do autor, que brinca com a perspectiva e, inclusive, pinta a si mesmo no quadro.

A visita recomendada tem duração de quatro horas e é possível contar com o apoio de um audioguia, para não se perder durante o passeio. Uma visita mais demorada e minuciosa pode levar até dois dias.

Além de obras de importantes pintores espanhóis, como Francisco Goya, Velázquez e Luis de Morales, compondo a coleção mais importante do museu, é possível vislumbrar obras de diversos outros artistas, como Antoon van Dyck e Jan Gossaert, parte da rica coleção da escola flamenga presente no museu. Ainda há espaço para pintores alemães e italianos no acervo, como Albrecht Dürer e Botticelli. É possível observar muitos quadros com temas religiosos, medievais e renascentistas.

A coleção de obras espanholas obedece a um critério cronológico, o que permite ao visitante um mergulho pela história do país por meio das mudanças em sua pintura. É impossível não se emocionar na presença de pinturas que registraram eventos importantes, como a “3 de Maio de 1808 em Madri”, Francisco de Goya.

Além da pintura, a coleção de esculturas também merece ser citada, sendo composta por mais de 220 esculturas da Antiguidade Clássica, com obras de vários períodos.

O Museu do Prado está localizado no Paseo del Prado, com fácil acesso a várias outras atrações interessantes nas redondezas. Vale visitar também o Real Jardim Botânico e o Museu Reina Sofia.


Se possível, evite marcar a sua visita para os meses de férias escolares, como janeiro e julho, devido ao aumento do preço da passagem para Madri, além do maior volume de visitantes, o que pode acarretar em mais tempo nas filas.

 



 


 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix